Conexão Xalingo – Blog

Tag - aplicativos educativos

Exemplos de como a tecnologia auxilia a Educação

De acordo com Augusto Cury, uma criança de sete anos de idade tem mais informação que o imperador romano tinha no auge de Roma. Isso só é possível por causa da internet, porque, por intermédio dela, nós temos acesso quase que ilimitado a inúmeros conteúdos.

A facilidade em como as crianças podem ter acesso à informação hoje em dia mostra como a educação só ganha com a tecnologia ao seu lado.

Enquanto as fontes, até os anos 90, se limitavam a materiais impressos, como enciclopédias, hoje temos o YouTube Edu, com conteúdos filtrados e analisados para veracidade de suas informações.

Existem, também, iniciativas com conteúdo completo e nivelado, caso do Khan Academy. A iniciativa é de um empreendedor da educação chamado Salman Khan, que vem revolucionando e impactando mundialmente pessoas ao redor do mundo. Por intermédio de uma plataforma on-line e de um app que possui ambiente de gamificação, a criança aprende conteúdo de extrema qualidade e de forma gratuita em qualquer canto do planeta.

Aliás, outro importante exemplo é a existência de uma área no buscador do Google dedicada a artigos acadêmicos, chamada de Google Acadêmico. Caso você queira pesquisar sobre assuntos específicos, como, por exemplo, psicologia infantil, educação socioemocional, entre outros, essa ferramenta busca o que há de mais atual. A tecnologia na educação, portanto, veio para facilitar o aprendizado e a obtenção de conhecimento.

Além disso, outras tecnologias deixam as aulas mais atrativas e dinâmicas.

PhET Colorado

É uma plataforma de experimentos científicos digitais, ou seja, um simulador de experimento real e muito visual, que acaba facilitando a absorção do conhecimento.

Universe Sandbox

Simula os efeitos da gravidade nos objetos no universo, sistema solar, além de abordar outros assuntos da astronomia, dessa maneira, você pode ver as teorias complexas da física ao invés de simplesmente aceitá-las.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Folha Vitória

Tecnologia e educação para melhorar a vida dos canoeiros

Em uma iniciativa de centro universitário, canoeiros vão ganhar cursos de capacitação e aplicativo que monitora entrada e saída de embarcações.

Para levar mais inovação tecnológica e instruir sobre a importância da preservação ambiental nas comunidades ribeirinhas de Manaus, a UniNorte – Centro Universitário do Norte, lançou o projeto “Faculdade na Comunidade – Travessia Sustentável”. Em parceria com a Cooperativa de Canoeiros da Marina do Davi e Fátima (ACAMDAF), a ideia leva ações de desenvolvimento de negócios, tecnologia e educação ambiental para os moradores da Marina do Davi e nove comunidades rurais localizadas na região.

Entre as ideias surgidas, está o aplicativo “Travessia Sustentável”, que faz parte do processo de modernização do sistema de informações do horário de chegada e saída das embarcações na Marina do Davi, que serve de ponto de partida para atrações turísticas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé.

O aplicativo, em desenvolvimento pelos cursos de Engenharia da Computação e Sistemas de Informação da UniNorte, vai auxiliar o trabalho dos canoeiros, levando inovação tecnológica e conhecimentos para o desenvolvimento social, ambiental e econômico da população local.

De acordo com a ACAMDAF, mais de 5 mil pessoas passam pela Marina do Davi nos fins de semana, rumo a atividades turísticas localizadas nas comunidades da RDS do Tupé. Além do aplicativo, a UniNorte, por meio do seu curso de Administração, também montará um plano de negócios para o desenvolvimento da renda dos canoeiros da Marina do Davi. Já o curso de Serviço Social da Instituição atuará com ações de fortalecimento da liderança comunitária junto a ACAMDAF. A UniNorte também instalará lixeiras para coleta seletiva e fará orientações de preservação ambiental para os turistas e trabalhadores locais.

As ações do “Faculdade na Comunidade” estão sendo desenvolvidas de outubro a dezembro deste ano.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: mercadizar.com

Aplicativos, ferramentas e livros educativos que ganharam premiação

Conheça estes projetos educativos que ganharam o Festival ComKids Interativo 2020.

O Festival ComKids Interativo é realizado a cada dois anos e destaca produções digitais para crianças e adolescentes. Além de qualidade técnica e capacidade de divertir, esses produtos também trazem um novo olhar para a aprendizagem.

A edição de 2020, que aconteceu digitalmente entre os dias 11 e 15 de agosto, premiou soluções em quatro categorias: Aplicativos, Games, Livros Digitais e Multiplataforma. Conheça alguns dos vencedores:

Truth and Tales

O “Truth and Tales”, que tem como público-alvo crianças de 5 a 11 anos, venceu na categoria Apps e é uma plataforma de contos interativos. Ele surgiu do propósito de ressignificar a relação de crianças com a tecnologia através dos contos.

O aplicativo reúne três contos que logo no ínicio apresentam a possibilidade de customizar o personagem. Dessa maneira a criança se vê inserida nos contos que são “Teaching Stories” – contos milenares que impactam no desenvolvimento cognitivo das crianças, atuando na maneira como elas se enxergam, como veem o mundo e como resolvem conflitos internos e externos. Além disso, as histórias desenvolvem habilidades como empatia, atenção, auto-observação, equilíbrio socioemocional, entre outras.

Os contos podem ser lidos de duas formas: pelo narrador ou como “read along” (ler junto) – uma espécie de karaokê onde as as palavras vão brilhando na tela. Por serem interativas, as histórias funcionam também como mini jogos onde são lançados desafios como procurar por objetos escondidos.

Apesar de ainda não ser muito utilizado pelas escolas, o app tem a possibilidade de ser usado como material paradidático por ser um livro de literatura. De acordo com os criadores do projeto, apresentar a leitura de maneira relacionada à tecnologia pode inclusive aumentar o engajamento das crianças, pois gera mais interesse. Além disso, o livro também pode ser usado por crianças mais velhas como suporte para aprender uma segunda língua.

Saiba mais sobre ele, aqui.

De Criança para Criança

Destinado a um público com idade entre 5 e 12 anos, “De Criança para Criança” é vencedor na categoria Multiplataforma. Sua ideia é inverter a ordem de produção de conteúdos audiovisuais infantis, colocando o controle nas mãos das crianças. O objetivo da plataforma e metodologia de ensino é redefinir o papel do professor e aluno, em uma espécie de “sala de aula invertida”.

O professor passa a ser um provocador, um mentor que incentivará os alunos a construírem uma linha de raciocínio sobre o assunto trabalhado em aula por meio de perguntas. A ideia é que os alunos imaginem uma narrativa sobre o conteúdo. Uma vez pronta, é hora de expressar o conhecimento em forma de arte, e os alunos são convidados a ilustrar o que foi aprendido. Por fim, esses materiais e a narrativa gravada em áudio são enviadas pelo educador para a plataforma, que se encarrega de transformá-la em um produto audiovisual.

As narrativas não são adaptadas ou corrigidas, o processo é construído inteiramente com base no material enviado pelos professores, sem nenhuma interferência no processo de criação da criança. Para Gilberto Barroso, sócio-fundador do projeto, a ideia é justamente dar o poder para as crianças criarem o que lhes interessa “Pela primeira vez demos voz às crianças, ela pode dizer o que pensa e da maneira que pensa. Nós nos surpreendemos muito com isso… Elas são puras, simples e diretas”.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Porvir

Estes 6 aplicativos gratuitos vão te ajudar a contar histórias

Contar histórias pode ser uma excelente forma de engajar mais as suas aulas em 2020. A educação fica mais lúdica e divertida, melhorando o aprendizado dos alunos. E, para você, temos estas dicas.

6 aplicativos que vão aprimorar as suas histórias e aumentar o interesse de seus alunos pela leitura. Confira!

Inventeca

Esse aplicativo é como uma banca de livros e estimula a autoria das crianças. Com recursos para todas as idades, ele permite soltar a imaginação e narrar as próprias histórias, que ficam gravadas e podem ser compartilhadas com familiares e amigos. Disponível para Android e iOS.

Crianceiras

Com poemas musicados e animados de Manoel de Barros, o aplicativo traz clipes, poemas com sons, figuras e significados, desenhos e ferramentas para capturar fotos com personagens das obras. Disponível para iOS.

Animal Sounds

Com mais de 100 sons de animais, o aplicativo disponibiliza imagens e categorias que permitem envolver as crianças em uma jornada imersiva para criar e contar histórias. Disponível para Android e iOS.

Chatterpix Kids

A ferramenta promete fazer qualquer coisa falar, desde desenhos até fotos de animais de estimação ou personagens. As crianças podem tirar foto do que elas quiserem e incluir a própria voz para criar uma história. Disponível para Android e iOS.

Novel Effect

Além de incluir um catálogo de mais de 200 obras (em inglês), o aplicativo traz efeitos sonoros e músicas que podem tornar a contação de histórias um momento dinâmico e divertido. Disponível para Android e iOS.

Google Spotlight Stories

Com o aplicativo é possível contar histórias a partir de narrativas em realidade virtual. Com recursos imersivos em 360º, os estudantes podem ser transportados para um ambiente virtual que estimula a imaginação. Disponível para Android e iOS, o usuário pode escolher sua história pelo site do Google Spotlight Stories.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://porvir.org/6-aplicativos-gratuitos-para-contar-historias

Confira estas dicas de como incentivar os alunos a criarem aplicativos

Estamos na era da informação simultânea, da tecnologia e da educação mão na massa. E hoje trazemos para você, professor(a),  algumas dicas de como incentivar os seus alunos a criarem aplicativos. Confira!

 É necessário que, na escola, os jovens possam desmistificar a produção de conteúdos tecnológicos e receber o incentivo da inclusão digital para que deixem de ser consumidores e se transformem em produtores de tecnologia.

Nesse sentido, são muitas atividades que podem ser desenvolvidas nas aulas, envolvendo a diversidade do currículo para realizar essa mudança nos jovens.

Aplicativo

Um bom exemplo disso é a Fábrica de Aplicativos, um software gratuito que dá oportunidade para que todos criem um aplicativo. Nele é possível agregar textos, fotos, vídeos, posts das redes sociais, personalizar e selecionar imagens de abertura e ícones.

A ferramenta é bem fácil de usar: a cada passo, são exibidas as opções disponíveis, no qual, o erro é considerado na caminhada de construção, precisando para isso apenas retornar alguns passos e consertar o app que está sendo criado. O aplicativo trabalha com noções de programação, lógica e o currículo de maneira interdisciplinar incluindo Língua Portuguesa, Matemática e cultura. Outro ponto é o trabalho das relações socioemocionais, principalmente as hibridas que envolvem a criatividade e o pensamento crítico.

Os alunos podem trabalhar com resoluções de problemas reais e desenvolver aplicativos que melhorem a rotina a escola e ou resolvam problemas da comunidade ao exercitar a colaboração ao trabalhar em grupo, empatia ao se colocar no lugar do outro, ao falar de autocuidado, autoconhecimento promovendo debates e discussões sobre determinados temas, ajudando a aprofundar a assuntos de diversas naturezas.

O trabalho em sala de aula

A sala de aula pode se transformar em um grande ambiente de descoberta. Para isso, o professor pode propiciar aos estudantes o envolvimento com ações de pertencimento, explorando potencial através de materiais de estudo, pesquisas, mapas mentais, videoaulas, através de temas específicos e ou interdisciplinares.

Uma das formas de propor o trabalho é através de desafios e realizar uma chuva de ideias com temas de interesses pessoais de jovens e ou propor problemas sociais, como bullying, alimentação e saúde.

Já imaginou quando os alunos criarem um aplicativo para falar sobre esses temas, ao mesmo tempo em que estarão escrevendo, aprendendo, interagindo, trocando informações com eles mesmos e com o outro e usando a tecnologia para alavancar a aprendizagem?

No entanto, é importante ter um planejamento objetivo e claro, com cada idealização de cada etapa a ser percorrida e mediar as atividades dos grupos.

O processo também pode contar com os outros professores como mentores, que irão auxiliar a encontrarem caminhos nessa jornada.

Conheça alguns exemplos de aplicativos desenvolvidos na ferramenta fábrica de aplicativos:

Física Interativa

Traz aulas, vídeos e exercícios resolvidos para os alunos.

Ajuda Salesiana

Criado por uma escola, o aplicativo avisa a turma sobre as próximas atividades.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://razoesparaacreditar.com/voaa/ele-criou-projeto-prepara-jovens-periferia-mercado-trabalho/

8 aplicativos para te ajudar dentro e fora da escola

Confira uma lista com oito aplicativos que funcionam tanto em computadores com sistemas MacOS e Windows ou Android e iOS, no caso de dispositivos móveis.

Pocket

O aplicativo permite salvar notícias, artigos, vídeos, receitas e páginas da web para ler, assistir ou ouvir mais tarde. Com aparência que pode ser personalizada pelo usuário, ele ainda oferece temas que tornam a leitura de textos longos mais confortáveis porque tem uma função para reduzir o brilho da tela antes de dormir. O Pocket também divide conteúdos de diferentes canais, como Medium, Twitter, YouTube e jornais, como New York Times, The Guardian, Washington Post.

Flipboard

No Flipboard, o conteúdo salvo vira uma revista digital personalizada conforme o interesse dos usuários. A cada virada de página surgem novos conteúdos, estejam eles em vídeos, imagens, textos ou podcasts. A ferramenta ainda tem a opção de compartilhamento com outras pessoas ou até mesmo com um grupo, o que facilita separar os conteúdos por turmas ou séries.

Google Keep

O Keep é um serviço de anotações do Google para criar notas via celular ou web. Todo o conteúdo salvo pode ser sincronizado com o Google Drive. Além das tradicionais funções de armazenamento, ele possibilita gravação de voz com transcrição automática ou captura de pôster, recibo ou documentos.

Microsoft OneNote

Usar o Word para fazer anotações pode não ser o caminho mais prático dentro da família de aplicativos da Microsoft. Vale a pena experimentar o OneNote, bloco de notas que permite criar diferentes cadernos, seja para uso pessoal ou profissional, que ainda aceitam desenhos, recortes de tela, marcações em fotos e comentários em áudio. Todas as anotações salvas no OneNote podem ser compartilhadas com outros usuários.

Apple Notas

O aplicativo desenvolvido pela Apple permite a criação de anotações de texto, desenhos e listas. Assim como os concorrentes, ele sincroniza o conteúdo na nuvem para ser usado no computador, no iPhone ou no tablet iPad. O usuário também pode proteger suas notas ou compartilhar com outras pessoas.

Feedly

O Feedly é um aplicativo que agrega notícias de diferentes fontes de informação e de vários sites ou blogs em um único lugar. A plataforma também possibilita que o usuário crie o seu feed personalizado e consiga organizar os assuntos de modo mais eficiente (e menos caótico) do que a linha do tempo do Facebook ou do Twitter.

Evernote

Como em um caderno de anotações, ele é ideal para organizar tarefas e ideias, mesmo se for necessário desenhos para sistematizar o que foi discutido em uma reunião. Com o Evernote, é possível salvar páginas da web, trocar mensagens e acessar as anotações em um computador ou dispositivo móvel.

Instapaper

Como um leitor digital, o Instapaper permite o armazenamento de conteúdo de sites de notícias ou redes sociais para ser lido mais tarde, inclusive no modo offline. Uma de suas características mais famosas é apresentação do texto de maneira limpa (fonte preta em fundo branco ou branca em fundo preto), sem tantos elementos gráficos que possam distrair o leitor. O conteúdo pode ser enviado para um endereço de email que instantaneamente rebate para a conta dentro do aplicativo.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: http://porvir.org/salvar-para-ver-depois-8-apps-para-facilitar-sua-vida-dentro-ou-fora-da-escola/

Empresa desenvolve soluções para a educação

Empresa de tecnologia, a IES2 – Inovação, Educação e Soluções Tecnológicas, com sede em Campinas/SP, desenvolve soluções e aplicativos com foco em educação.

O aplicativo Palma Escola, para crianças, jovens e até adultos, é desenvolvido pela empresa. Ele traz um programa de alfabetização virtual, a partir de um nível chamado de “alfabeto”, e outros dois níveis de sílabas e dois níveis para leitura e compreensão de textos. O app está disponível, gratuitamente, para Android, na PlayStore.

Além desse aplicativo, a empresa desenvolveu produtos customizados para o Santuário de Aparecida, como um conjunto de jogos educativos destinado aos jovens devotos, com foco na padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. Recentemente, também aconteceu o lançamento de uma plataforma de produção de aulas digitais chamado Aulapp. É uma plataforma de aprendizagem digital, personalizável e com arquitetura escalável, 100% na nuvem. Com ela, é possível criar conteúdos e atividades educacionais proporcionando a melhor experiência e mobilidade aos usuários.

Fonte: https://www.dci.com.br/dci-sp/empresa-de-tecnologia-avanca-em-soluc-es-para-educac-o-1.683559

Como saber se um recurso digital é eficiente em sala de aula?

Com a tecnologia cada vez mais presente em sala de aula, muitas vezes é necessária uma análise mais profunda da real necessidade de determinada aplicação em suas aulas. E para te ajudarmos, hoje trazemos alguns questionamentos importantes, desenvolvidos pelo CIEB (Centro para a Inovação da Educação Brasileira) através da publicação “Orientações para Seleção e Avaliação de Conteúdos e Recursos Digitais”, para compreender a importância de tecnologias em sua sala. Algumas das dicas, são:

1) O conteúdo possui alinhamento com o currículo?
Defina, previamente, o conteúdo pedagógico que necessita destes recursos tecnológicos e aponte os objetivos de aprendizagem que deseja alcançar. Então, analise se esses recursos atendem aos objetivos, se estão direcionados ao seu público-alvo, e se são relevantes.

2) É fácil de usar?
Um recurso de qualidade não necessita de manuais ou orientações para ser utilizado. Aliado a isso, o tempo para entender o funcionamento do recurso não pode ser maior do que aquele exigido para aprendizagem do conteúdo pedagógico.

3) Funciona com os sistemas disponíveis na sua rede/escola?
Verifique se os sistemas da sua escola (como Ambiente Virtual, caso ele existe em seu colégio) têm possibilidade de integração com estes recursos tecnológicos.

4) Possui formas efetivas de avaliar o aprendizado?
Esse recurso deve possibilitar a visualização e percepção sobre o aluno ter alcançado os objetivos de aprendizagem propostos. Isso pode ser feito através de pequenas atividades incorporadas em diferentes etapas, de uma avaliação informal ao final, de uma autoavaliação ou através de atividades em pares e em grupos.

Para mais dicas, baixe o documento aqui.

Fontes:
http://porvir.org/9-dicas-para-professores-escolherem-recursos-educacionais-digitais/