Conexão Xalingo – Blog

Tag - tendências educacionais

3 tendências para o mundo pós-pandemia

Quando a pandemia de coronavírus passar, muitas coisas podem mudar. E hoje trazemos 3 tendências que podem modificar a forma como a educação funciona. Confira!

1) Educação à distância

De acordo com a Unesco, cerca de metade dos estudantes do mundo estão sendo afetados pelo isolamento. Imagine 800 milhões de crianças e adolescentes diante de escolas fechadas por todo o mundo.

Parece desesperador e, de certa forma, realmente é. No entanto, isso trouxe à tona a possibilidade de readequar práticas de ensino que permaneceram iguais por anos.

Se pensarmos que as novas gerações são cada vez mais digitais, vemos os benefícios disso na própria captação do conhecimento, motivação de estudo e identificação dos estudantes com o método de ensino utilizado.  Agora, quando trazemos os impactos do isolamento no panorama da educação corporativa, também encontramos benefícios.

2) Mentoria

É cada vez mais comum que as pessoas passem horas online durante esse período prolongado em casa. Enquanto alguns utilizam esse tempo de forma ociosa, outras anseiam por usar parte desse período de forma realmente produtiva.

Assim, plataformas que permitam uma conexão com professores, especialistas e mentores são uma tendência crescente para quem busca aprender novas habilidades sem perder a interação humana.

3) Apropriação digital

Segundo uma pesquisa da Bain & Company, cada vez mais as pessoas estão buscando soluções digitais. Essa apropriação do online é muito positiva, especialmente em um mundo que caminha para uma agilidade e competitividade crescentes.

Entre as práticas com maior demanda estão:

34% consultas online

33% cursos online

29% softwares de home office

26% serviços de entretenimento online

21% lives via celular

Profissionais preparados para essa expansão do mercado terão um grande diferencial no médio e longo prazo.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://crescimentum.com.br/tendencias-para-o-novo-mundo-pos-pandemia/

3 tendências educacionais para 2020

2019 está acabando e é sempre bom saber o que é tendência para o novo ano que vem por aí. Confira 3 tendências educacionais para 2020!

1) Ensino híbrido

Também conhecido como Blended Learning, essa modalidade de ensino combina o ensino online com o presencial.

Mas não basta subir materiais em uma plataforma e gravar videoaulas. Para que o ensino híbrido engaje os alunos, é preciso adaptar planos de estudo e permitir que cada um siga seu próprio ritmo.

Em geral, eles reúnem atividades práticas em sala de aula ou em campo, materiais em formato EaD e tempo de estudo individual e estruturado. O grande truque é integrar o online e o offline de maneira quase imperceptível, criando espaços realmente interativos e que incorporem o desenvolvimento de competências.

2) Ensino de programação

Mais cedo ou mais tarde, todas as carreiras serão impactadas pela programação. Aprender a codificar é o novo “aprender inglês.”

Na China, ela já faz parte do currículo escolar. Os EUA, ainda que sejam referência de desenvolvimento de tecnologia, têm menos de 5% dos alunos em contato com a programação. Todavia, várias cidades já têm planos de implementar a disciplina em suas escolas.

No Brasil, é ínfimo o número de instituições com planos concretos de incluí-la, principalmente no Ensino Superior. Isso indica vantagem competitiva para aquelas que começarem agora.

3) Inteligência Artificial

Se você pensou na Siri ou na Alexa, não é a esse tipo de Inteligência Artificial que estamos nos referindo. A IA como parte das tendências educacionais está relacionada à identificação de padrões que permitam gerenciar objetivos pedagógicos e acompanhar a evolução dos alunos.

Implementar uma ferramenta estatística com base em algoritmos é menos complexo do que parece. O verdadeiro desafio está em treinar educadores para que utilizem as análises geradas em benefício de jornadas customizadas e maior aproveitamento em aula.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://gestores.queroeducacao.com.br/6-tendencias-educacionais-para-2020/

Saiba quais são as ferramentas de inteligência artificial que serão usadas nas escolas até 2030

A inteligência artificial deve impactar a educação nos próximos anos e, estudo do SESI e do SENAI, aponta a tendência de uso das tecnologias educacionais baseadas em IA nas escolas, até 2030.

Entre as apostas, está a expansão da utilização de sistemas tutores inteligentes para ensino personalizado. A ferramenta é capaz de identificar se o aluno adquiriu conhecimento sobre o tema ensinado e se está cansado ou feliz por ter resolvido um problema. A partir disso, a ferramenta é capaz de decidir, de forma autônoma, qual a melhor estratégia pedagógica para ser utilizada em cada momento.

O estudo Tendências em Inteligência Artificial na Educação foi elaborado pela professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Rosa Maria Vicari a pedido do SESI e do SENAI. Ela analisou bases de patentes nos Estados Unidos, na União Europeia, no Canadá e no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) no Brasil. Além disso, consultou bases internacionais de artigos científicos e documentos apresentados em congressos.

Como complemento desse estudo, o SESI e o SENAI reuniram, em um painel, especialistas brasileiros em inteligência artificial para avaliar a difusão dessas tecnologias nas escolas do país, entre os quais pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Grande Sul (PUC-RS), além de empresas do setor. A previsão é que, até 2030, quatro das tecnologias listadas no estudo estarão difundidas em até 50% das escolas públicas e privadas do Brasil, e uma delas, computação em nuvem, deve estar presente em até 70% das instituições de ensino.

Conheça as tecnologias educacionais com uso de inteligência artificial que devem ser mais difundidas:

post03-interna

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: http://www.engeplus.com.br/noticia/tecnologia/2019/estudo-aponta-ferramentas-de-inteligencia-artificial-que-serao-usadas-nas-escola

10 tendências que estão mudando a educação em todo o mundo (parte 2)

As mudanças sociais e tecnológicas que têm acontecido no mundo nos últimos anos, também trazem mudanças na educação. E os desafios para os próximos anos prometem trazer muitos questionamentos e busca por soluções que impactem as novas gerações.

Na postagem passada vimos 5 tendências que prometem mudar o mundo nos próximos anos. Hoje veremos outras 5 delas, apontadas por Andreas Shleicher, diretor de educação da OCDE. Confira!

1) Humanos de primeira classe ou robôs de segunda?

Já foram feitos vários alertas sobre a ameaça da inteligência artificial para os empregos de hoje em dia. E é importante que os sistemas educacionais consigam fornecer aos estudantes as ferramentas que os adaptem e modernizem em um cenário de trabalho em constante mudança.

Cada vez mais surgem dúvidas quanto ao potencial do ser humano que pode ser replicado por robôs: como garantir que características humanas como imaginação, sentido de responsabilidade ou inteligência emocional possam ser aproveitadas junto com o processamento da inteligência artificial?

2) Lições ao longo da vida

Nas constantes mudanças, a expectativa de vida que tem aumentado, tem feito muitos adultos buscarem a capacitação profissional. Será necessário dar mais atenção ao aprendizado a longo prazo, para que os adultos estejam preparados para mudar de trabalho e se aposentar por mais tempo.

Desde 1970, a média de anos de aposentadoria em países membros da OCDE aumentou de 13 para 20 anos.

Em décadas recentes, houve grandes mudanças no âmbito profissional, e praticamente desapareceu o “emprego pra toda a vida”.Mas, na realidade, os adultos que mais precisam de educação e treinamento, ou seja, aqueles menos qualificados, são os que menos têm chances de ter acesso a isso.

É um problema frequentemente ignorado, mas será cada vez mais importante que as habilidades de uma pessoa coincidam com os requisitos dos empregos disponíveis.

3) Conectados ou desconectados?

A internet é uma parte integral da vida dos jovens. Em alguns países, a quantidade de tempo que os jovens de 15 anos passam conectados duplicou em três anos. Muitos adolescentes dizem sentir-se mal se ficam desconectados.

Mas a educação ainda tem que aceitar a presença permanente da internet. Qual é o papel que ela deve ter na educação? Como reduzir seus efeitos negativos, como o cyberbullying e a perda de privacidade?

4) Ensino de valores

Todo mundo espera que a escola ensine valores. Mas, em um mundo cada vez mais polarizado, quem decide quais devem ser ensinados?

O mundo digital tornou possível que mais gente expresse suas opiniões, mas isso não garante que possam acessar informações confiáveis e balanceadas ou que estejam dispostos a escutar outras pessoas.

Como uma pessoa pode diferenciar fatos e ficção? Como a escola podem diferenciar opiniões e informações objetivas? As escolas devem ser politicamente neutras ou promover ideias ou formas de pensamento específicas? E qual classe de virtudes cívicas são exigidas pelas democracias modernas?

5) Temas irrelevantes para muitos

A ONU diz que há cerca de 260 milhões de crianças que perdem a chance frequentar a escola. Para elas, estes temas serão irrelevantes, porque nem sequer têm acesso a uma escola ou estão escolas com um nível educacional tão baixo que saem dela sem ter os conhecimentos mais básicos de escrita e matemática.

Créditos da imagem: Eddie Kopp/Unsplash

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/03/03/educacao-10-tendencias-que-estao-mudando-o-ensino-em-todo-o-mundo.ghtml

10 tendências que estão mudando a educação em todo o mundo (parte 1)

O mundo está constante mudança. E a educação é um dos pilares mais importantes no que está para mudar. E Andreas Shleicher, diretor de educação da OCDE, apontou 10 tendências educacionais que serão desafios nos próximos anos.

Na postagem de hoje, vamos apresentar 5 das 10 tendências de educação que serão desafios no passar dos anos. Confira!

1) Lacuna entre ricos e pobres versus mobilidade social

A diferença financeira entre pobres e ricos e está cada vez maior. Enquanto há grupos com muitos privilégios, outros sofrem de inúmeras privações.

A desigualdade está refletida nas escolas. Nos 36 países membros da OCDE, os 10% mais ricos têm uma renda 10 vezes maior que os 10% mais pobres. Esta divisão é um dos maiores problemas dos sistemas de educação.

O desafio é: como equilibrar essa desigualdade econômica com a missão da escola de oferecer um acesso mais justo a oportunidades?

2) Aumento do consumo na Ásia

Apesar da riqueza não estar distribuída, ela está aumentando. Principalmente na Ásia. A classe média está crescendo e, 90% dos seus integrantes, estarão na China e na Índia.

Os grandes desafios serão: como a economia global mudará quando as populações mais educadas do mundo provenham da Ásia e não da América do Norte e da Europa?

O que vão querer estes novos consumidores ricos de suas escolas? As universidades estarão preparadas para se expandir e responder a esta maior demanda?

3) Crescimento da imigração

A Ásia assumiu o posto que a Europa detinha de destino mais popular dos imigrantes. E essa mobilidade traz consigo a diversidade cultural, a energia e a ambição dos recém-chegados, mas também gera muitos desafios.

Entre eles, estão: como poderão as escolas apoiar os estudantes que chegam de diferentes partes do mundo? Quais questões isso levanta em torno da identidade e a integração? Terão as escolas um papel mais importante no ensino de valores compartilhados?

4) Financiamento

A pressão para encontrar financiamento será uma grande questão para os sistemas educacionais. As escolas deverão tomar decisões a longo prazo sobre como gastar seu orçamento, sobretudo com o aumento das exigências e expectativas.

Quem deverá pagar para que mais estudantes cursem a universidade? E o que acontecerá caso tenham que fazer cortes?

Os indivíduos também deverão entender os riscos de repentinas crises econômicas e recessões, principalmente em momentos em que crescem as dívidas pessoais.

5) Abertura vs. Isolamento

A tecnologia digital pode conectar mais gente do que nunca, construindo vínculos entre países e culturas. Ou esta é a teoria, ao menos. A tecnologia, também, pode fazer com que o mundo seja mais volátil e incerto.

Poder escutar uma variedade de vozes fomenta a democracia, mas também concentra um poder sem precedentes na mão de um pequeno número de pessoas.

Quando as notícias e informações são personalizadas para nós por algoritmos, isso faz com que a gente só tenha acesso a opiniões de pessoas que pensam de forma parecida e se afaste de quem pensa o oposto.

Como as escolas e universidades farão para promover uma maior abertura a ideias diferentes?

Créditos da imagem: Unplash/Divulgação

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube:  https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/03/03/educacao-10-tendencias-que-estao-mudando-o-ensino-em-todo-o-mundo.ghtml