Conexão Xalingo – Blog

Tag - tecnologia na educação

Saiba quais são os 3 principais impactos da tecnologia na Educação

A tecnologia se tornou a principal ferramenta para que a Educação continue durante a pandemia. E além desse imenso benefício, os recursos tecnológicos também trazem importantes incentivos e vantagens aos alunos. Confira!

Autonomia

Cada vez fica mais evidente que o futuro da educação é ser um espaço que dê mais autonomia para o aluno durante o processo de aprendizado. Dessa maneira, o uso de tecnologia, principalmente aliado ao ensino híbrido, favorece o protagonismo do estudante, desenvolvendo a sua autoconfiança.

Curiosidade

Imagine aprender conteúdos tradicionais como se fosse um jogo, com fases, desafios e recompensas? Você não acha que a criança se interessaria muito mais? Pois isso é possível com a gamificação da educação, que também utiliza tecnologia para ser aplicada. Várias escolas do futuro já usam esse recurso.

Desempenho

Com mais autonomia sobre sua aprendizagem e maior interesse em adquirir conhecimento, o resultado na melhora do desempenho não poderia ser diferente. O engajamento é algo fundamental para que o aluno consiga assimilar as informações e, assim, aprenda de verdade.

– – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, nos siga no Instagram e curta a nossa página no Facebook.

– – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Catraca Livre

3 tendências tecnológicas para a educação

Mais que provado: graças à tecnologia, a educação ainda é possibilitada diante desse cenário de pandemia em quem vivemos. E muitas são as tendências de inovar na área. Hoje trazemos 3 delas. Confira!

1) Blockchain

Ela é a tecnologia responsável pela estrutura das criptomoedas e não para de crescer. E para lidar com as criptomoedas, são necessários importantes protocolos de segurança para evitar que hackers possam trazer problemas. Aí que entra a ligação com a educação.

Pensando no ensino superior, o compartilhamento de dados de alunos entre várias universidades e compartilhamento de dados acadêmicos de alunos com empresas para recrutamento são alguns dos casos em que o blockchain pode ser útil.

2) Aprendizagem baseada em vídeos

Segundo estatísticas do YouTube, relacionadas a 2020, 7 entre 10 usuários utilizam a plataforma para buscar ajuda com problemas enfrentados com estudos, trabalho ou hobbies. O vídeo é sim, um meio para aprendizagem. Ao invés de decorar textos extensos, com longos parágrafos, os alunos têm preferido assistir vídeos para melhor compreender os assuntos, gerando maior retenção de conhecimento.

A penetração e as inovações tecnológicas como as televisões inteligentes aumentarão o consumo de vídeo para os usuários. Muitos novos dispositivos baseados na Internet estão sendo inovados, o que ajuda a aumentar essa tendência rapidamente.

Existem várias ferramentas de preparação de vídeo disponíveis que podem acelerar o processo de criação de vídeos, ajudando os alunos a compreender até os conceitos mais complexos.

3) Aprendizagem personalizada e adaptativa

O aprendizado personalizado é a chave para a educação do século 21. As plataformas de aprendizagem online oferecem um ambiente de aprendizagem flexível, capacitando os alunos a aprenderem em seu próprio ritmo e também ajudando os educadores a tornar a aprendizagem mais envolvente e colaborativa, aproveitando as ferramentas digitais.

A aprendizagem adaptativa fornece material de estudo com base na proficiência do aluno e em seu nível de conhecimento. Com a ajuda de testes adaptativos, os professores podem descobrir os desafios que cada aluno enfrenta e podem trabalhar neles para resolver as áreas difíceis. A aprendizagem adaptativa garante que os alunos estejam engajados para obter os melhores resultados.

– – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, nos siga no Instagram e curta a nossa página no Facebook.

– – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Porvir

Aplicativo auxilia no dever de casa

Gratuito e desenvolvido para ser utilizado em Android e iOS, o aplicativo Socratic agora está disponível também em português. Esse é um app que permite ao aluno tirar foto de uma pergunta da lição e, automaticamente, recebe explicações, conceitos mais difíceis, perguntas e respostas, vídeos e definições sobre o tema.

O Socratic utiliza inteligência artificial e informações coletadas na internet para interpretar as questões, utilizadas respostas elaboradas por uma comunidade de professores, estudantes e especialistas sobre as diversas matérias.

A diferença do aplicativo é que ele utiliza a inteligência artificial para entender qual é o conceito por trás de determinada questão, enquanto buscadores, como o Google, trazem links que contenham as palavras da pergunta. Por exemplo: quando o estudante fotografa a seguinte pergunta: “Um balão tem um volume de 2,9 litros a 320 Kelvin. Se a temperatura for aumentada para 343 Kelvin, qual passará a ser o volume?”, o aplicativo sabe que a questão é, de fato, sobre Lei de Charles, relacionada a transformações gasosas.

O aplicativo é mais indicado para estudantes entre 12 a 18 anos e você pode saber mais sobre ele aqui.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Porvir

Entenda como a tecnologia está modernizando a educação

Na Feira CES 2021 foram apresentados exemplos de como a tecnologia está ajudando a modernizar a educação. Confira!

A educação, em 2020, foi um verdadeiro laboratório para inovar a educação com muita tecnologia. E muito do que foi visto no ano passado, foi abordado em painel sobre como realidade virtual, realidade aumentada, interação por voz e inteligência artificial estão inovando a forma de aprender e ensinar.

Realidade aumentada

Para Aaron Dence, gerente de Produtos da Spatial, empresa especializada em tecnologia 3D, mesmo distante, o professo é capaz de interagir com seus colegas e fazer trabalhos em um ambiente imersivo e controlado. “A realidade aumentada tem se desenvolvido para capacitar as pessoas a serem mais criativas, conectadas e produtivas”.

Uma das soluções criadas são salas de aula com realidade aumentada e, para os professores, o chamado Learn and Collaborate, que possui três pilares:

Teacher Tools: Possibilidade de expressar ideias mais rapidamente, integração com serviços de nuvem, ao vivo em browser e múltiplos elementos de realidade virtual;

Cross-platform: Capaz de integrar diversos dispositivos, plataformas e sistemas operacionais;

The Future: Presença holográfica por meio de um avatar criado a partir de selfies e ambiência;

Interação por Voz

Caitlin Gutekunst, diretora sênior de Marketing e Desenvolvimento de produtos da Creativity Inc falou sobre a utilização da interação por voz em brinquedos e produtos voltados a crianças. “Em toda minha carreira, tenho como objetivo ajudar crianças a serem mais sociais e a interagir entre si de forma segura em ambientes digitais.”

No âmbito escolar, Gutekunst destaca que a interação por voz é capaz de aumentar a acessibilidade e a transparência. “Além de encontrar informações mais facilmente, crianças portadoras de deficiência ou com dificuldade de aprendizagem tem uma maneira de aprender de forma diferente e acessar informações de forma mais clara, levando a um aumento em sua produtividade na sala de aula.”

Realidade Virtual

Melanie Harke é designer sênior de jogos na Schell Games. Ela elenca as três principais características, segundo ela, que tornam a realidade virtual tão poderosa para a educação.

– Acessibilidade: No sentido de acessar, viajar para terras distantes enquanto está no sofá de casa. Fazer estudos e procedimentos perigosos em ambiente seguros e usar recursos que seriam muito caros na vida real.

– Imersão: As pessoas acreditam realmente que estão nesse mundo virtual. Essa questão da imersão ajuda na retenção do foco. Para Harke, a imersão também deixa as pessoas alegres devido à experiência que podem desfrutar.

– Learn by Doing: O seu corpo inteiro está experimentando a imersão. Você não está simplesmente clicando em um botão ou sentado assistindo uma aula.

Inteligência Artificial

Shantanu Dev é co-fundador da Examd Inc. e destaca a missão e soluções da empresa que utilizam tecnologias de inteligência artificial.

“Nossa missão é fornecer a plataforma avançada mais confiável e escalonável que forneça segurança e integridade para avaliações/provas no mundo digital para melhorar a eficiência, o crescimento e a lucratividade dos negócios. Nossa plataforma prevê o comportamento e o desempenho do tomador de teste ao longo do tempo para fornecer serviços de valor agregado por meio de dados personalizados e agregados”, afirma Dev.

Uma das competências base da Examd é a utilização de algoritmos por meio de inteligência artificial que sinaliza automaticamente uma variedade de casos suspeitos com mais de 96% de precisão.

A inteligência artificial é usada em três momentos distintos:

Antes da prova: para fazer a autenticação do exame que será realizado;

Durante a prova: identificação do objeto;

Pós-prova: relatórios de violação, envolvimento do aluno com a prova e dados prévios de analytics.

“Após os resultados, por meio da inteligência artificial, são gerados relatórios para os instrutores/professores com apontamentos das principais dificuldades de cada aluno e o que poderia ser feito para que ele tenha um desempenho melhor na próxima prova”, conclui Dev.

Brinquedos com tecnologia

Os brinquedos tecnológicos podem ser muito benéficos à educação das crianças também, como por exemplo as Brincadeiras Inteligentes da Xalingo Brinquedos, que utilizam tecnologias com a realidade aumentada.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Set

Esta ferramenta vai tornar suas aulas mais divertidas em 2021

Ele já é conhecido entre muitos professores brasileiros, mas agora ganha uma versão em português. Conheça o Kahoot!, que traz a possibilidade de construir quizzes, desafios e outros jogos personalizados e interativos.

Com as aulas remotas, o Kahoot! (disponível para Android e iPhone) alcançou mais de 22 milhões de jogadores em 2020. E as possibilidades com ele são muitas: a professora Soraya Lacerda, por exemplo, fez um circuito maker para criação de super-heróis e usou o aplicativo na hora de ativar a curiosidade dos estudantes com perguntas antes de desenvolver a atividade. Já a professora Debora Oliveira utilizou ele para fazer jogos de tabuada, acentuação e conhecimentos gerais.

Além de desenvolver os jogos, o professor Walmir Luis Fuoco promoveu disputa entre equipes com exercícios de porcentagem. A professora Karina Chechi Motta Soares também usou o Kahoot! de forma experimental em um curso de Culturas Digitais na Educação Infantil, da rede municipal.

Mas esses são apenas alguns dos exemplos de atividades que podem ser desenvolvidas com o aplicativo. “O professor pode inserir o Kahoot! em quase todos os contextos da sua aula”, sugere o professor e engenheiro Angelo Battistini.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Sugestão de imagem: Freepik
Fonte: Porvir

Exemplos de como a tecnologia auxilia a Educação

De acordo com Augusto Cury, uma criança de sete anos de idade tem mais informação que o imperador romano tinha no auge de Roma. Isso só é possível por causa da internet, porque, por intermédio dela, nós temos acesso quase que ilimitado a inúmeros conteúdos.

A facilidade em como as crianças podem ter acesso à informação hoje em dia mostra como a educação só ganha com a tecnologia ao seu lado.

Enquanto as fontes, até os anos 90, se limitavam a materiais impressos, como enciclopédias, hoje temos o YouTube Edu, com conteúdos filtrados e analisados para veracidade de suas informações.

Existem, também, iniciativas com conteúdo completo e nivelado, caso do Khan Academy. A iniciativa é de um empreendedor da educação chamado Salman Khan, que vem revolucionando e impactando mundialmente pessoas ao redor do mundo. Por intermédio de uma plataforma on-line e de um app que possui ambiente de gamificação, a criança aprende conteúdo de extrema qualidade e de forma gratuita em qualquer canto do planeta.

Aliás, outro importante exemplo é a existência de uma área no buscador do Google dedicada a artigos acadêmicos, chamada de Google Acadêmico. Caso você queira pesquisar sobre assuntos específicos, como, por exemplo, psicologia infantil, educação socioemocional, entre outros, essa ferramenta busca o que há de mais atual. A tecnologia na educação, portanto, veio para facilitar o aprendizado e a obtenção de conhecimento.

Além disso, outras tecnologias deixam as aulas mais atrativas e dinâmicas.

PhET Colorado

É uma plataforma de experimentos científicos digitais, ou seja, um simulador de experimento real e muito visual, que acaba facilitando a absorção do conhecimento.

Universe Sandbox

Simula os efeitos da gravidade nos objetos no universo, sistema solar, além de abordar outros assuntos da astronomia, dessa maneira, você pode ver as teorias complexas da física ao invés de simplesmente aceitá-las.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Folha Vitória

4 vantagens da tecnologia na Educação

Com a pandemia em pleno andamento e as aulas sendo remotas ou então híbridas, muito já deve ter se percebido sobre a importância da tecnologia para a educação nesse momento tão complicado. Confira agora mais algumas das vantagens desse “casamento”.

Quando se liga tecnologia à educação, ainda encontram-se fortes resistências em todo o mundo, por grupos que consideram a ideia de perda de qualidade no ensino devido a dispersões, por exemplo. Mas segundo pesquisa da AVG, os mitos contrários às inovações começam a cair, já que mais de 75% das crianças entre 3 e 5 anos já utilizaram algum aplicativo educacional, em 10 países.

Utilizar ferramentas como estas, é um hábito que vem sendo adotado também por pais e professores, que estão incentivando as crianças a utilizarem esses apps para complementar suas lições em sala de aula.

Isso também ganha reflexo na disponibilidade de aplicativos: só no Itunes, a loja online da Apple, existem mais de 65 mil aplicativos educacionais. E quando se vê esse aumento considerável de acessos a estas ferramentas, uma pergunta surge: quais são as vantagens educacionais desses apps? Abaixo, trazemos alguns pontos positivos levantados pelo site Oficina da Net:

1) O aprendizado fica mais divertido

Além de educativos, muitos aplicativos são, também, divertidos. Apps interativos, como livros de histórias e jogos, são uma ótima forma de aprendizagem para crianças, fazendo-os entender um pouco mais sobre saúde, leitura, música, etc.

2) Podem ajudar a desenvolver habilidades importantes, como a motora

Existem aplicativos que envolvem atividades como traçar linhas, formas, letras e números, ou então games que desafiam a coordenação motora.

3) Complemento para as atividades em sala de aula

Aplicativos educacionais, destinados a crianças com menos de 5 anos, podem ajudar a prepara-las para a escola, reforçando a leitura, a fala e habilidades matemáticas. Um número crescente de escolas e professores também está se voltando para estes dispositivos dentro da sala de aula como material de apoio.

4) Aprimoramento da compreensão de leituras

Um dos principais benefícios dos aplicativos educacionais para crianças se dá na fase inicial da alfabetização. A compreensão de leitura e a interpretação de texto aumentam quando as crianças brincam com jogos e a leitura é mais fácil quando há visão e som como elementos “recompensadores”. A facilidade na leitura desenvolve por consequência a habilidade da fala também.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Sugestão de imagem: Freepik
Fonte: Oficina da Net

O que a Geração Z quer para o futuro? Descubra aqui

A criatividade é fundamental para as profissões do futuro. Ao menos é o que 85% dos alunos e 91% dos professores entrevistados para um estudo, acreditam.

No estudo “A Geração Z na Sala de Aula: Criando o Futuro”, que traz insights de alunos e professores norte-americanos, ficou evidente a importância da criatividade e da tecnologia na formação para as carreiras do futuro e para solucionar problemas globais. Os estudantes destacaram ainda que as aulas focadas em computadores e em tecnologia estão entre suas disciplinas favoritas e que deverão ter mais impacto em seus futuros.

Foram entrevistados mais de 1 mil alunos norte-americanos, entre 11 e 17 anos, além de 400 professores. Em torno de 75% dos participantes expressaram que gostariam de mais foco na criatividade, em sala de aula. E, apesar de os estudantes da Geração Z acreditarem que são mais criativos que as gerações passadas, professores e alunos pensam igual ao entenderem que o melhor método de aprendizagem é fazendo e criando. Essa perspectiva se correlaciona diretamente com os 60% dos educadores que procuram mais oportunidades de aprendizagem prática em sala de aula e os 52% que desejam atualizar seus currículos.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Sugestão de imagem: Freepik
Fonte: SEGS

Tecnologia e educação para melhorar a vida dos canoeiros

Em uma iniciativa de centro universitário, canoeiros vão ganhar cursos de capacitação e aplicativo que monitora entrada e saída de embarcações.

Para levar mais inovação tecnológica e instruir sobre a importância da preservação ambiental nas comunidades ribeirinhas de Manaus, a UniNorte – Centro Universitário do Norte, lançou o projeto “Faculdade na Comunidade – Travessia Sustentável”. Em parceria com a Cooperativa de Canoeiros da Marina do Davi e Fátima (ACAMDAF), a ideia leva ações de desenvolvimento de negócios, tecnologia e educação ambiental para os moradores da Marina do Davi e nove comunidades rurais localizadas na região.

Entre as ideias surgidas, está o aplicativo “Travessia Sustentável”, que faz parte do processo de modernização do sistema de informações do horário de chegada e saída das embarcações na Marina do Davi, que serve de ponto de partida para atrações turísticas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé.

O aplicativo, em desenvolvimento pelos cursos de Engenharia da Computação e Sistemas de Informação da UniNorte, vai auxiliar o trabalho dos canoeiros, levando inovação tecnológica e conhecimentos para o desenvolvimento social, ambiental e econômico da população local.

De acordo com a ACAMDAF, mais de 5 mil pessoas passam pela Marina do Davi nos fins de semana, rumo a atividades turísticas localizadas nas comunidades da RDS do Tupé. Além do aplicativo, a UniNorte, por meio do seu curso de Administração, também montará um plano de negócios para o desenvolvimento da renda dos canoeiros da Marina do Davi. Já o curso de Serviço Social da Instituição atuará com ações de fortalecimento da liderança comunitária junto a ACAMDAF. A UniNorte também instalará lixeiras para coleta seletiva e fará orientações de preservação ambiental para os turistas e trabalhadores locais.

As ações do “Faculdade na Comunidade” estão sendo desenvolvidas de outubro a dezembro deste ano.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: mercadizar.com

Paraná utiliza a tecnologia para modernizar a educação

Para dar atendimento pleno aos alunos durante a pandemia, estado implantou plataforma de ensino a distância e sistemas como registro online e de combate à evasão, além de ferramentas como o Classroom.

O programa Aula Paraná tem aulas online transmitidas na TV aberta e também Youtube. Há ainda o aplicativo Aula Paraná. Ele permite que os estudantes assistam às aulas transmitidas pela TV, em tempo real, e possam interagir com os colegas de sala e professores através do chat do app.

Outra iniciativa foi a parceria firmada com a Google, oferecendo o Classroom para os alunos. Após a completa adesão dos professores e dos alunos ao Aula Paraná e suas ferramentas, a Secretaria da Educação deu início a incentivos de outras ferramentas disponíveis na parceria com a Google, como o Meet, sistema de videochamadas dentro do Classroom.

Em poucos dias a adesão aos meets já havia se consolidado. Ao todo, mais de 10.000 meetings diários passaram a ser realizados entre alunos e professores. Desde maio professores de todo o Estado passaram a complementar as videoaulas e tirar dúvidas de seus alunos por vídeo, uma forma ainda mais dinâmica do que o chat e os murais.

A professora Daniele Araujo, de Ciências, do Núcleo Regional de Educação de Maringá, conta que a opção foi excelente para ela e seus alunos. “Por meio dos Meets minha aula com minha turma continua, tenho o suporte das outras ferramentas on-line e estou respeitando a quarentena”, explica.

Plataforma de games para matemática

Alem disso, a Secretaria da Educação também fechou uma parceria com a Matific, plataforma de games educativos de matemática, usada para dinamizar o aprendizado dos estudantes. O Matific é oferecido gratuitamente aos alunos de Matemática do 6º e 7º anos, e permite ao professor diversificar suas aulas, que passam a contar com jogos educativos capazes de facilitar a absorção dos conteúdos mais complexos da disciplina.

A professora Marytta Rennó Masseli afirma que a novidade foi de grande aceitação entre seus colegas de profissão e entre os alunos. “Algo que todos comentamos é que com o Matific o professor conseguiu deixar a aula ainda mais acessível para o aluno”, explica.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Pixabay (Licença Free)
Fonte: Agência de Notícias do Paraná