Conexão Xalingo – Blog

Tag - realidade aumentada na escola

Realidade aumentada e realidade virtual em aulas de Biologia

Esta professora utiliza as tecnologias de realidade aumentada e realidade virtual para ensinar Biologia de forma mais interativa aos seus alunos.

Marcelle Manhães é professora de Biologia no Colégio Estadual Doutor Thiers Cardoso, em Campos dos Goytacazes/RJ e utiliza as tecnologias para que os alunos sejam conduzidos e participem de passeios virtuais.

Conforme a professora, os alunos baixaram o aplicativo “Expedições” (disponível para Android e iOS), que disponibiliza tours em realidade virtual e realidade aumentada, e ela aplica o conteúdo em sala de aula.

O secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, declarou que a utilização de ferramentas tecnológicas e outros recursos podem auxiliar os professores nas atividades em sala de aula.

“É interessante saber que professores utilizam metodologias diversificadas para ensinar e que saem ‘da caixa’. A tecnologia é uma aliada importante no processo ensino-aprendizagem e também para a compreensão dos conteúdos”, disse o secretário.

Créditos da imagem: Divulgação/Seeduc

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube:  https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://g1.globo.com/rj/norte-fluminense/noticia/2019/05/23/professora-de-biologia-do-rj-utiliza-realidade-virtual-para-explicar-funcoes-do-corpo-humano.ghtml

A realidade aumentada invadiu as aulas desta escola

O Colégio Luterano Arthur Konrath, de Estância Velha/RS, está utilizando a tecnologia para ensinar alunos da educação infantil, 1º, 2º, 6º, 7º, 8º e 9º anos do ensino fundamental.

Com a proposta de utilizar a tecnologia para tornar o ensino mais atrativo, desde 2018 o colégio desenvolve atividades para smartphone, utilizando a realidade aumentada, ampliando seu leque de conhecimentos.

Segundo a coordenadora pedagógica, Maria Helena Teixeira Senger, os educadores da instituição têm dado uma atenção especial aos novos métodos de aprendizagem disponíveis. “O campo da tecnologia traz várias possibilidades para isso. Nossos alunos já estão vivenciando a realidade aumentada, que agora se estendeu à educação infantil e às turmas de 1º, 2º, 6º, 7º, 8º e 9º anos do ensino fundamental”, explica.

A iniciativa já está mais do que aprovada. Para a aluna Sophia Matos da Silva, de 7 anos, com a utilização da realidade aumentada ela teve “a melhor aula da minha vida”. Conforme a professora Carolina Zimmermann,  que ministra as atividades para os alunos do 2º ano, os temas abordados são lateralidade e direcionamento espacial.

Conforme a professora de História e Geografia, Bruna Damiani, os alunos estão aproveitando a realidade aumentada durante as aulas especialmente para aprofundar os conhecimentos sobre cultura de povos antigos.

Linha Interactive Play da Xalingo Brinquedos

interactive-play-xalingo

Gostou da possibilidade de trabalhar com a realidade aumentada em suas aulas, professor(a)? Então temos uma dica para você: a linha de brinquedos com a tecnologia da Xalingo Brinquedos. Clique aqui e conheça a linha Interactive Play.

Créditos da imagem: Juarez Machado/GES

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube:  https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://www.jornalnh.com.br/_conteudo/impresso/comunidade/2019/03/2393452-realidade-aumentada-cai-nas-gracas-de-estudantes.html

Saiba como um dinossauro foi parar no pátio desta escola

A realidade aumentada (RA ou AR) tem sido cada vez mais bem-vinda no ambiente escolar. E quando é para explicar a era dos dinossauros e ciências, ela tem feito sua parte com êxito. Confira como a tecnologia ajudou esses professores de Porto Alegre/RS.

A utilização de aplicativos de realidade aumentada proporcionou a alunos do quarto ano do Ensino Fundamental do Colégio Santa Inês, em Porto Alegre/RS, terem um dinossauro no pátio da escola. Alguns até passaram sob as pernas do animal pré-histórico e viram seu tamanho e seus alimentos preferidos.

post01-interna

 

— “Com o uso do aplicativo, eles tiveram a vivência de buscar os dinossauros no pátio da escola e descobriram detalhes do animal que talvez, na sala de aula, eles não conseguissem o mesmo resultado. Quando o aprendizado passa a ser prazeroso, inovador, eles (estudantes) se envolvem muito mais”, diz a professora Josânia Marcos. Segundo observou a educadora, sua turma demonstrou mais interesse sobre o assunto e também trouxe contribuições extras, coletadas em pesquisas próprias.

O professor de química e também responsável pelo setor de Tecnologia Educional da escola, Leonardo Boita, conta que os recursos tecnológicos vêm sendo testados com êxito para abordagem de diversos conteúdos, com os alunos tendo tablets à disposição e os professores, liberdade para utilizarem as ferramentas quando quiserem.

post01-interna2

Os estudos sobre o território gaúcho, por exemplo, “levaram” os alunos para o cenário pré-histórico do estado, através da tecnologia. Na química, o professor De Boita, que leciona para turmas de Ensino Médio, encontrou espaço para a realidade aumentada quando abordou modelos atômicos e forças intramoleculares, entre outros assuntos.

— “Fizemos dados, em que cada lado era um elemento químico. Com o aplicativo de realidade aumentada, a gente conseguiu ver o elemento químico como se ele estivesse dentro do dado e observar características, como cor e estado físico. Tudo o que a gente vinha trabalhando na aula dava para ver como se estivesse acontecendo de verdade”, conta a estudante do segundo ano do Ensino Médio Maria Eduarda Garcia Machado, 17 anos.

Créditos das imagens: Camila Ribeiro / Divulgação CSI

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/educacao-e-emprego/noticia/2018/08/dinossauro-invade-patio-de-escola-em-porto-alegre-cjlf8asww055v01n0wmbk8s04.html