Conexão Xalingo – Blog

Tag - planejamento pedagógico 2021

Como fazer o planejamento pedagógico de 2021

Como a pandemia não chegou ao fim ainda e como também sabemos como foi a educação em 2020, um bom planejamento para o próximo ano pode ser fundamental para que erros cometidos nesse ano sejam reparados e acertos continuem acontecendo. Por isso, no conteúdo de hoje, vemos o que diz a consultora Associada da HUMUS para Gestão Pedagógica, Débora Oliveira, sobre o planejamento pedagógico de 2021. Confira!

Para Débora, o ensino híbrido veio para ficar, uma vez que tem tido boa recepção no ambiente educacional, possibilitando ao professor personalizar o ensino, atendendo cada aluno dentro de suas especificidades e necessidades. “Não se pode ignorar o fato de que vivemos tempos de inovação, quando tanto se fala de tecnologia e inteligência artificial aplicada à educação”.

A grande mudança, na sua opinião, será a de se incorporar ao dia a dia da escola, o ensino híbrido, “pois ele dá, ao aluno, a possibilidade de ampliar as oportunidades de aprendizagem, presencial ou virtualmente, promovendo a colaboração, a interação e trocas importantes de informações”.

Cristiane Machado, professora doutora da Faculdade de Educação da Unicamp, também compartilha da mesma opinião. “Acho que as escolas estão preparadas para incluí-lo no planejamento pedagógico do ano que vem, mas não sei se estão preparadas para executar o ensino híbrido, especialmente no que diz respeito ao ensino a distância. Nem todo mundo tem o equipamento necessário, acompanhamento dos responsáveis ou local adequado em casa”, lembra.

Planejamento Pedagógico para 2021

Débora enfatiza que será necessária uma minuciosa análise vertical e horizontal dos conteúdos, a fim de se estabelecer o mínimo necessário em cada disciplina, bem como, determinar o que é essencial, complementar ou extra em cada um dos componentes curriculares, para cada série.

De acordo com ela, feitos os ajustes e definidas as prioridades, “é necessário, ainda, compartilhar com os alunos e suas famílias como será a execução desse planejamento, para que todos os envolvidos tenham o mesmo foco e busquem os mesmos objetivos”.

“A escola ainda vai usar recurso do ensino remoto e vai precisar encontrar formas de trabalhar o conteúdo de 2021 e tentar diluir o conteúdo de 2020 que não foi trabalhado por conta do isolamento, da suspensão das aulas e da dificuldade de todos ao lidarem com o ensino remoto”.

Para Cristiane, o planejamento é o maior desafio das escolas. “Ele deverá contemplar a perspectiva de conteúdo para 2021, mas também trazer alguns elementos do planejamento de 2020, porque a gente precisa considerar que nem tudo o que foi previsto para ser ensinado, realmente foi aprendido”, diz.

“Talvez as escolas lancem mão do que a gente chama de avaliação diagnóstica que é um instrumento para saber qual é a situação de aprendizagem de cada aluno. Então, a partir daí, propor o que será ensinado no ano que vem”, cita a docente da Unicamp.

6 passos para o planejamento de 2021

  1. Fazer análise vertical e horizontal dos conteúdos;
  2. Estabelecer o mínimo necessário em cada disciplina;
  3. Incluir as habilidades e competências nos componentes curriculares;
  4. Definir habilidades socioemocionais (de acordo com a BNCC);
  5. Desenvolver Projetos Multi, Inter e Transdisciplinares;
  6. Oferecer, na medida do possível, cursos extracurriculares de interesse de sua comunidade escolar.

Para Débora, revisitar a proposta pedagógica é sempre necessário. “Estabelecer objetivos concretos e factíveis; definir prioridades; inovar sempre; avaliar todos (equipe, professores, alunos), retomando o que não foi ensinado adequadamente ou o que não foi aprendido suficientemente, é boa decisão”, finaliza.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Ciranda de Livro