Conexão Xalingo – Blog

Tag - Montessori

8 dicas de atividades de Páscoa inspiradas em Montessori

A Páscoa está chegando e é um bom momento para trabalhar a data em sala de aula. Nesta postagem você vai conferir 8 dicas de atividades inspiradas em Montessori.

O método Montessori¸ para quem não sabe, é um conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos desenvolvido por Maria Montessori. Segundo ela, o fator mais importante do modelo é que ele possibilita libertar a verdadeira natureza do indivíduo, para que ela possa ser observada, compreendida e também para que a educação se desenvolva com base na evolução da criança. Caso queira saber mais sobre o método, acesse https://conexao.xalingo.com.br/2019/01/09/saiba-o-que-e-o-metodo-montessori-parte-1/.

E as dicas inspiradas nele, são boas de ser aplicadas em aulas para crianças pequenas. Confira!

1) Cesta de tesouro da Páscoa

cesta-de-tesouro-da-pascoa

Reuna elementos relacionados à Páscoa e disponha em uma cesta para que a criança possa explorar, com o tato, cada um deles.

2) Pintar ovos de Páscoa

ovos-de-pascoa-pintados

É possível conseguir ovos de plástico ou de silicone em lojas de artigos baratos. Basta um pouco de tinta e deixar que os pequenos os pintem à mão ou com ajuda de pincéis. Depois podem esconder os ovinhos pela sala de aula e brincar de encontrá-los.

3) Movimento de pinça

movimento-de-pinca

Com uma pinça e objetos coloridos relacionados à Páscoa, é possível treinar o movimento de pinça.

4) Relacionar elementos da Páscoa por cores

elementos-de-pascoa-por-cores

Uma boa maneira de ensinar as cores é relacionar elementos. Neste exemplo, coelho e ovos são da mesma cor. Para isso, basta papel, pompons, velcro, cola e tesoura.

5) Coordenação motora

coordenacao-motora

Atividade entretida na mesa de experimentação. Basta água, bolas ou ovos coloridos e um objeto para pegar. Aqui é possível estabelecer regras, tais como, pegar apenas ovos vermelhos.

6) Enlaçando ovo de Páscoa

enlacando-ovos-de-pascoa

Excelente atividade para que a criança desenvolva a coordenação motora fina. Com um papel cartão, alguns furos nas bordas e um cadarço, a criança se diverte enlaçando o ovo de Páscoa.

7) Trabalhando os números

trabalhando-numeros

Feltro e pompons coloridos. Isso é tudo que precisa para trabalhar os números com as crianças. Recorte ovos e números. Para cada ovo, um número da mesma cor. A criança deve ser capaz de colocar a quantidade exata de pompons indicada pelos números. Também é possível trabalhar o movimento de pinça nessa atividade.

8) Toca do coelho

toca-do-coelho

Uma caixa de papelão e bolas é o suficiente para fazer a toca do coelho.

E você: tem atividades para a Páscoa que gostaria de compartilhar com outros professores? Então comente abaixo!

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube:  https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: http://www.criandocomapego.com/atividades-para-pascoa-inspiradas-em-montessori/

Saiba o que é o método Montessori (parte 2)

Conheça os 6 pilares educacionais do método Montessori.

1) Autoeducação

Trata-se da ideia radical de que a criança é capaz de aprender sozinha. Todas as crianças aprendem algumas coisas sozinhas: andar, falar, comer, pegar, reconhecer voz e aparência, receber e fazer carinho… Mas em muitos casos, nós mal percebemos isso. Em Montessori, nós confiamos na criança. Sabemos que se ela puder contar com o meio adequado, pode desenvolver quase tudo de forma independente e livre. Por isso, usamos materiais específicos, que são feitos para (1) serem manipulados pela criança, (2) trabalhando um novo desafio de cada vez e (3) dando a ela a chance de perceber seus próprios erros. Com liberdade cada vez maior de escolha, e total liberdade para repetir quantas vezes quiser cada exercício, a criança autoeduca-se constantemente e com sucesso.

2) Educação Cósmica

Há muitas formas de manter desperto o interesse da criança pelo mundo. Uma das mais belas é perceber que todas as coisas estão profundamente conectadas e dependem umas das outras para existir. Isso permite à criança desenvolver um senso de gratidão para com tudo o que há no mundo e perceber a ordem subjacente à natureza e ao universo. Havendo ordem, há relações entre as coisas, e havendo relações, sempre é possível fazer mais uma pergunta. Estruturar a parte da educação que tem a ver com a transmissão do conhecimento pela via das perguntas e das histórias é um dos papéis do educador montessoriano, que deve ser profundamente encantado pelo universo, para manter desperto o desejo da criança de saber sempre mais.

3) Educação como Ciência

A estrutura escolar mais comum hoje deriva de uma organização da época da Revolução Industrial e foi baseada em hierarquias rígidas e relações de poder verticalizadas – e não naquilo que era melhor para o desenvolvimento da criança. Montessori era psiquiatra, e começou uma transformação na educação quando desenvolveu o Método da Pedagogia Científica (hoje chamado de Método Montessori). Por meio da constante observação das ações da criança, nós descobrimos, histórica e diariamente, o que ajuda o seu desenvolvimento e quais são as características de uma educação que, mesmo sendo mais eficiente do que a tradicional do ponto de vista do conteúdo trabalhado, colabora constantemente para a construção do equilíbrio interior e da felicidade na vida da criança e do adolescente.

4) Ambiente preparado

Feche seus olhos, pense na natureza e encontre, no seu cenário imaginado, a água. É muito provável que ela esteja no chão, perto de tudo o que é importante para a vida – comida, abrigo, local de dormir. A civilização tirou tudo aquilo que é essencial à vida do alcance físico da criança. O esforço em Montessori é devolver à criança o que lhe pertence, com ambientes de liberdade e independência, onde tudo seja organizado, oferecido e preparado para a ação infantil. É importante que o ambiente da criança fale com ela, que seja do seu tamanho, simples, minimalista mesmo, e que contenha objetos interessantes e importantes para sua caminhada de vida rumo à independência do adulto.

5) Adulto preparado

Todos os outros princípios só funcionam quando o adulto que interage com a criança se esforça para, ele também, transformar-se interiormente. Montessori dizia que precisávamos abandonar o orgulho de sermos adultos, e a ira contra a criança que não se conforma às nossas idealizações, planos e vontades. Para ela (em um livro chamado A Criança) é necessário incorporar a caridade em todas as nossas ações para com a criança. O adulto preparado é um observador que confia na criança e busca nos atos dela as indicações de suas necessidades. Depois, pela configuração do ambiente e pelas interações, tenta oferecer os meios para que a criança as satisfaça. Esse adulto nunca ajuda mais do que o mínimo necessário, abstém-se de colaborar sempre que a criança acredita que pode agir sozinha e garante, a todo momento, que sua presença possa ser sentida caso seja necessária.

6) Criança equilibrada

A criança nasce com o que Montessori chamou de guia interior. Existe, na criança pequena, algo que indica qual o tipo de esforço necessário nessa fase da vida (andar, pular, correr, falar, aprender isso ou aquilo). Se esse guia puder efetivamente direcionar a ação da criança e os adultos souberem oferecer os meios adequados para o desenvolvimento, a criança alcança um estado emocional e psicológico de graça. Ela alcança o equilíbrio interior e torna-se, primeiro, muito mais concentrada, e em seguida a um só tempo mais feliz, generosa, esforçada, cheia de iniciativa, independência e consideração pelo outro. Na verdade, o equilíbrio natural da criança pequena é o único e verdadeiro objetivo de todo o trabalho montessoriano, é aqui que queremos chegar e é daqui que partimos para todo o trabalho educacional.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://larmontessori.com/o-metodo/

Saiba o que é o método Montessori (parte 1)

Você já ouviu falar do método Montessori? Ele pode mudar muito a forma como a educação se desenvolve.

O método Montessori é um conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos desenvolvido por Maria Montessori. Segundo ela, o fator mais importante do modelo é que ele possibilita libertar a verdadeira natureza do indivíduo, para que ela possa ser observada, compreendida e também para que a educação se desenvolva com base na evolução da criança.

Para Montessori, o desenvolvimento se dá em “planos de desenvolvimento” onde, em cada época da vida, predominam certas necessidades e comportamentos específicos. Considerando-se sempre a individualidade de cada criança, Montessori traça perfis gerais de comportamento e de possibilidades de aprendizado para cada faixa etária, baseados em anos de observação.

A compreensão mais completa do desenvolvimento permite a utilização dos recursos mais adequados a cada fase e, claro, a cada criança individualmente.

Dando suporte a todo o resto, os seis pilares educacionais de Montessori são:

– Autoeducação

– Educação como ciência

– Educação Cósmica

– Ambiente Preparado

– Adulto Preparado

– Criança Equilibrada

Confira, na próxima postagem, cada um dos 6 pilares do método.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://larmontessori.com/o-metodo/

Método Montessori em escola norte-americana

Escola norte-americana utiliza o método Montessori de forma diferenciada. Entenda!

Presente em diversos estados dos EUA, a Wildflower é uma rede de 21 escolas que seguem o método Montessori. A principal unidade fica em Cambridge, Massachusetts, e por lá a tecnologia é utilizada de forma diferente: as crianças não passam tempo diante das telas.

Na verdade, elas nunca as vêem. Em vez disso, a tecnologia é incorporada ao ambiente quase de forma invisível. Câmeras gravam estudantes, com idades que variam de dois a seis anos, enquanto eles se movem pela sala, e sensores em seus chinelos verdes acompanham sua localização exata e os objetos que tocam para avaliar suas interações.

As escolas seguem de perto o método tradicional Montessori. Os alunos passam grande parte do dia escolhendo como ocupar seu tempo, enquanto os professores observam e às vezes fazem sugestões – ou “orientam” – para que eles tentem algo novo. Os professores muitas vezes se revezam ora interagindo com os alunos, ora recuando para observar as crianças e seu progresso.

Os alunos recebem aulas curtas em ciências, geografia, artes da linguagem, música e outros assuntos centrais. Às vezes é por interesse, mas sempre quando professores e alunos sentem que estão prontos. Caso contrário, os dias são bem diferentes da estrutura tradicional. Em geral, os alunos aprendem através da interação com objetos colocados estrategicamente ao redor da sala de aula, projetados para desenvolver lentamente habilidades e aumentar pouco a pouco em complexidade.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: http://porvir.org/escola-dos-eua-adiciona-cameras-e-sensores-ao-metodo-montessori/