Conexão Xalingo – Blog

Tag - Minecraft

Jogos durante a quarentena? Podem ser uma boa pedida

Para que as aulas online tornem-se mais divertidas para os alunos, o Sesi usou um famoso jogo. Confira!

A proposta do Sesi é despertar o interesse dos alunos pelas atividades através no Minecraft. “Eles usam várias ferramentas para as aulas online e offline, mas que não são tão atrativas como o jogo que já é de domínio dessa geração”, explica a Especialista em Desenvolvimento Industrial da Unidade de Educação do Sesi, Perla Amorim.

Os estudantes têm acesso a uma edição especial voltada para a educação. Segundo Perla, o jogo “já estava sendo utilizado na escola, o custo da licença é alto para disponibilizar para todo os alunos em casa, para isso, tivemos a parceira com a Microsoft para oferecer esse recurso para os alunos em casa.”

E não é só o jogo pelo jogo. Foi lançado um desafio para que os meninos e as meninas criem dois mundos: um com coronavírus e outro pós-pandemia. Eles também precisam recriar a estrutura do vírus. “Para isso, tem um trabalho de pesquisa que deverá ser feito, como avaliar a rotina de sua comunidade nesse período de isolamento, o comportamento e pensar como será tudo isso no futuro.”

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://noticias.r7.com/educacao/game-famoso-e-usado-em-atividade-escolar-para-alunos-em-quarentena-30042020

Vivendo a Idade Média em plena Era Tecnológica

Temos trazido diversos exemplos, nas últimas postagens, de como a educação pode ser beneficiada pela tecnologia, por aplicativos e também pelos games que estão sendo desenvolvidos. As crianças sentem-se mais estimuladas a aprender através das ações interativas apresentadas e a percepção de muitos educadores é a melhora dos estudantes, em sala de aula. A possibilidade de aprender História através de um jogo, tem gerado repercussão positiva com os alunos da professora Gisela Aquino, que ensina a matéria na unidade Morumbi do Colégio Visconde, de Porto Seguro.

Ela confessa, em primeiro instante, que tablets e smartphones incomodam, principalmente em aulas teóricas, mas que é preciso se adaptar à realidade e tirar bons proveitos da situação. É o que ela está fazendo com os seus alunos do 7º ano, que, com idade entre 11 e 12 anos, estão utilizando o game Minecraft para construção e simulação de um feudo. O plano inicial era ensinar aos estudantes como viviam os europeus durante a Idade Média, mas os benefícios do uso do jogo foram muito além.

Segundo Gisela, os alunos dessa faixa etária adoram o jogo, e, além da base teórica de leitura e pesquisa, com Minecraft foi possível trabalhar também na prática, tornando a aprendizagem mais eficaz. Alguns estudantes, que antes ocupavam-se em desfazer os trabalhos dos colegas, agora tem outras atitudes, aumentando a interação entre ele. Por exemplo, quando uma equipe termina o trabalho, ela começa a ajudar outras que estavam construindo estruturas mais complexas. Foi percebido, também, o surgimento de novas lideranças, no caso de crianças com muita habilidade no jogo, mas que em sala de aula normalmente não atuam como líderes.

O professor Francisco Tupy, que também utiliza o game em suas aulas, compartilha do discurso de Gisela a respeito das vantagens que ele tem, como ferramenta de aprendizado. Além de ser uma maneira prática de permitir que jovens estudantes realizem trabalhos criativos dentro da sala de aula, “Minecraft” também tem aplicações de aprendizado ainda mais específicas. Por conta da presença de um item que imita circuitos elétricos, o game também já é usado para transmitir noções básicas de programação, por exemplo.

 

 

Fonte:  Uol Jogos

 

Minecraft será usado para ensinar programação à crianças

A Microsoft Corp. se uniu à Code.org, que oferece ferramentas de programação gratuitas para crianças, para levar seu jogo de computador mais vendido, o Minecraft, aos populares tutoriais Hour of Code da entidade sem fins lucrativos.

As crianças poderão acessar o site da Code.org e encontrar um tutorial com 14 níveis do Minecraft, incluindo um tabuleiro livre para jogar, disse Deirdre Quarnstrom, diretor de educação com Minecraft na Microsoft, que é a maior apoiadora financeira da Code.org.

O Minecraft, que a Microsoft adquiriu por meio da compra de US$ 2,5 bilhões da empresa de software Mojang AB em 2014, coloca os usuários dentro de um vasto cenário 3D pixelizado e permite que eles construam com blocos feitos de diferentes recursos.

A Code.org foi criada em 2013 para tornar o ensino de ciências da computação disponível para mais crianças com o objetivo de aumentar a participação de mulheres e estudantes não brancos no setor.

Mais de 100 milhões de estudantes testaram o Hour of Code, que utiliza programas de entretenimento populares como o Flappy Bird e o jogo do filme “Frozen” em seus tutoriais e busca convencer as escolas a participarem da Semana de Educação de Ciências da Computação, que neste ano será realizada de 7 a 13 de dezembro.

A organização sem fins lucrativos fundada pelo ex-executivo da Microsoft Hadi Partovi e por seu irmão, Ali, também oferece treinamento gratuito para professores e um currículo de ciências da computação.

A adição do Minecraft era o que os estudantes e os pais mais pediam, disse Hadi Partovi, inclusive quando ele visitou as salas de aula durante o Hour of Code do ano passado.