Conexão Xalingo – Blog

Tag - millenials

Professor dá dicas de como atrair a atenção dos alunos

Em palestra na Bett Educar 2019, professor Gustavo Reis afirma que segredo para atrair atenção dos estudantes na era digital é conhecê-los melhor.

Gustavo ministrou a palestra “O novo professor: design, sentido e relacionamento” no primeiro dia da Bett Educar 2019, feira de educação e tecnologia. Professor de matemática, ele estrutura sua metodologia de ensino em uma parceria com seus alunos. Ele alerta: “Se você acha que os jovens não prestam atenção em nada, está completamente errado. Eles prestam muita atenção em seus dispositivos”.

Conforme o professor, a geração mobile está vivendo três grandes disrupções: se comunica muito mais por imagens (principalmente por emojis e GIFs), constrói relacionamentos presenciais e à distância e é composta por grupos bastante diferentes entre si.

Diante desse cenário, Gustavo dá uma grande dica para outros professores: “pasteurizar a educação”, criando uma fórmula padrão de ensino para todos os jovens, é uma grande armadilha para o aprendizado na era digital. Ele ainda dá um exemplo: “Hoje, colocamos pessoas totalmente diferentes em uma mesma aula de trigonometria. Isso estimula a impaciência, o desinteresse e a indiferença do aluno. Muitos costumam dizer que a atual geração é a do mimimi, mas as pessoas não mudaram tanto assim. Estamos na revolução do saco cheio. Os alunos não aguentam mais o formato ultrapassado de ensino e nós [professores] também não aguentamos mais trabalhar desta forma”, afirma ele.

Dicas do Gustavo

Para acabar com o ostracismo em sala de aula, Reis sugere que o professor conheça cada aluno melhor para aproximá-lo da disciplina. “Se a gente mostrar ao estudante que a física está intrínseca na fotografia, ele provavelmente terá mais interesse em aprender para utilizar o conteúdo no dia a dia”, exemplifica o professor.

O palestrante admite não ser fácil construir um relacionamento próximo com todos os alunos, principalmente quando a sala é grande. Ele destaca, no entanto, que o retorno é bastante prazeroso. “Quando nos aproximamos dos jovens, algo mágico acontece: recebemos uma enorme gratidão. Os estudantes aprendem muito conosco”, conclui ele, que leciona há quase 30 anos.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube:  https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/05/nao-precisamos-de-eletronicos-para-inovar-em-sala-de-aula-diz-professor-gustavo-reis.html

A prática como principal força da educação

Em recente pesquisa realizada pelo Portal Porvir, que ouviu mais de 130 mil jovens de 13 a 21 anos de todo o país, esta nova geração deseja uma escola com mais participação e atividades práticas.

Ao serem questionados sobre a metodologia que mais contribui para sua aprendizagem, 36% destes alunos afirmaram que gostariam de uma ou mais atividades práticas ou resolução de problemas. Isso é reflexo da busca por métodos mais participativos, que tornem os alunos ativos na construção do conhecimento. Entre os motivos da nova geração querer aprender com a prática, estão:

1) O aprendizado se torna mais significativo e conectado com o mundo real
O aprendizado passa a fazer mais sentido quando os alunos aprendem com projetos que envolvem atividades práticas ou resolução de problemas. Assim, eles conseguem encontrar uma resposta adequada à clássica pergunta: o que vou fazer com isso ou para que estou aprendendo isso?

2) As experiências lúdicas e as descobertas despertam o interesse pelos conteúdos
Através de atividades práticas, os estudantes conseguem ver a aplicação de conceitos, que antes pareciam muito distantes ou abstratos. O desafio de desenvolver um projeto também os motiva a aprender conteúdos do currículo básico.

3) As atividades práticas ajudam a desenvolver habilidades para a vida
Ao colocar a “mão na massa”, o estudante aprende a trabalhar em equipe e desenvolver habilidades importantes para enfrentar desafios da vida pessoal, profissional e acadêmica. Entre elas, a criatividade, empatia, autonomia, autoria e potencial inventivo.

4) O erro se transforma em uma oportunidade para aprender mais
Com atividades práticas, o estudante percebe que o erro faz parte do processo de aprendizagem, sem a necessidade de punição. A partir das falhas, é possível fazer novas descobertas e superar as dificuldades no meio do caminho.

5) Os desafios integram conhecimentos de diferentes disciplinas
Quando o aluno aprende fazendo, ele percebe que, para desenvolver um projeto, é necessário aplicar conhecimentos de diferentes disciplinas. Essa abordagem transdisciplinar transforma a aprendizagem em um processo estimulante.

Fontes: http://porvir.org/7-razoes-para-nova-geracao-querer-aprender-atividades-praticas/