Conexão Xalingo – Blog

Tag - jogos educativos

Para ensinar história da cidade, projeto utiliza realidade virtual

Game de realidade virtual ensina história de Boa Vista/RR para alunos. Saiba mais!

Os estudantes das escolas Pequeno Polegar e Raimundo Eloy Gomes, de Boa Vista/RR, estão vivenciando as primeiras experiências com o BV 128, uma nova ferramenta tecnológica desenvolvida para ensinar de forma mais dinâmica e real a história da capital roraimense.

No jogo, Boa Vista em seus 129 anos foi reconstruída em quatro fases a partir de 1830. Em vez dos alunos aprenderem por vídeos e livros, eles se transportam para a época do fato histórico. É possível andar e conhecer o Forte São Joaquim, as fazendas São Marcos e Boa Vista, interagir com os personagens daquele tempo, como o Capitão Inácio Lopes de Magalhães e Coronel Mota.

É possível fazer tarefas e pequenas missões, retratando o cotidiano da época, como ir até o rio, viajar de batelão (Canoa Grande), andar de carroça e a cavalo, fazer uma ronda pelo Forte, buscar mantimentos nas fazendas e muito mais. Eles vivenciam o período histórico dentro de um jogo virtual.

Neste primeiro momento, 12 Turmas e aproximadamente 300 alunos estão conhecendo este novo recurso pedagógico. Entre eles, a aluna Yamilly Lima, de 9 anos, da escola Pequeno Polegar. Para ela é uma experiência fascinante.

Além do tradicional jogo em terceira pessoa, esta ferramenta permite que as crianças tenham acesso a tecnologias inovadoras como Realidade Virtual, onde a pessoa se transporta para o ambiente do jogo utilizando os óculos VR; Realidade Aumentada, onde eles podem interagir com os objetos em 3D, trazendo o virtual para o mundo real. Neste último caso, através de cartões impressos que funcionam como código de barras, ao ser escaneado por um celular ou tablete reflete a imagem em 3D.

O projeto começou a ser desenvolvido em 2018 – ano em que a capital completou 128 anos de idade (por isso o nome escolhido para o APP é BV128), no Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação (CCTI), por meio do Grupo Canaimé do Programa de Talentos. Seu principal objetivo foi resgatar a história de Boa Vista, e levar pra sala de aula tecnologias inovadoras que auxiliarão o professor.

“É um formato de educação inovadora, que traz inúmeros benefícios para as crianças que estudam na rede municipal. Este tipo de tecnologia é muito nova e muitos destes alunos nunca teriam acesso se não fosse com o BV-128 trazendo para a sala de aula”, declarou Johnny Pereira, diretor do CCTI.

Fases do jogo (linha do Tempo)

Capítulo 1 (Prólogo) – Forte São Joaquim e Fazenda São Marcos (1830 – 1835)

O jogo se inicia em 1830 quando o Forte já existe, e capitão Inácio Magalhães fundou primeira fazenda particular de gado bovino denominada de Boa Vista. Fase também do casamento de Inácio Lopes com Liberata Batista Mardel (1831), celebrado por Frei José dos Inocentes.

Capítulo 2 – Fazenda Boa Vista (1890 – 1905)

A segunda fase começa com a criação da Fazenda Boa vista, passando pelo período em que foi elevada à Freguesia de Nossa Senhora do Carmo (1958), até a criação da Vila Boa Vista do Rio Branco.

Capítulo 3 – Município de Boa Vista do Rio Branco (1905 – 1930)

Esta foi a fase da criação do município de Boa Vista do Rio Branco, fundação da Prelazia do Rio Branco (1907), Jornal do Rio Branco (1920), Criação da Igreja de São Sebastião (1922), Instalação da escola da Prelazia dos padres beneditinos, hoje Escola São José (1924). Expedição Hamilton Rice (1925), reforma da Igreja Matriz (1929).

Capítulo 4 – Dias atuais (até 2018)

Nesta fase, as missões serão exploratórias pelas ruas de Boa Vista, permitindo conhecer as principais pontos turísticos e avenidas da cidade.

Créditos da foto: PMBV/SEMUC

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://www.folhabv.com.br/noticia/VARIEDADES/Inovacao-e-Tecnologia/Game-de-realidade-virtual-ensina-historia-de-Boa-Vista-para-alunos/59583

5 jogos para ensino de crianças com dislexia

Confira estes exemplos de jogos que podem te auxiliar na educação de crianças com transtorno de aprendizagem.

Em outras postagens aqui do blog, já mostramos exemplos de como os jogos podem ser fortes aliados na educação. E eles também auxiliar muito no ensino de crianças com dislexia. Confira estes 5 jogos gratuitos que podem ser utilizados na alfabetização de alunos com transtornos de aprendizagem:

1) Domlexia – Dom e as Letras

De forma lúdica e interativa, o jogo propõe que a criança ajude o dragão Dom por meio de jogos no mundo das letras. A ideia é melhorar a consciência fonológica do jogador, estimulando que ele aprenda a ler a escrever brincando. O aplicativo possui versão para Android e iOS.

2) EduPaint

Disponível em 12 idiomas, o jogo estimula o aprendizado das cores, formas, números e letras. Ao pintar, as crianças têm contato com diferentes atividades que trabalham padrões, sequências, contagem e letras do alfabeto. O aplicativo está disponível para iOS.

3) Caça Palavras – Word Search

O clássico caça palavras também pode ser um aliado na alfabetização, pois estimula o reconhecimento das letras. Nesta versão, o usuário pode escolher entre oito temas e três níveis diferentes. O aplicativo está disponível para Android.

4) Mestre da Palavra

No formato de um sopa de letras, o jogo de palavras traz mais de 2 mil níveis. A proposta é exercitar o cérebro e melhorar a gramática, enquanto o jogador tenta descobrir e formar as palavras. O aplicativo está disponível para Android e iOS.

5) Lumosity

Como uma espécie de treinamento para mente, o Lumosity ajuda a melhorar a memória e a concentração. Por meio de exercícios, ele também dá dicas de como relaxar e se concentrar. O aplicativo está disponível para Android, iOS e desktop.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: http://porvir.org/5-jogos-para-auxiliar-na-alfabetizacao-de-criancas-com-dislexia/

Este projeto com games mudou a realidade destes alunos

Fugir dos modos tradicionais de aplicação de disciplinas, é um desafio cada vez mais presente entre os profissionais da educação. O professor Greiton Toledo de Azevedo encontrou nos games uma forma de aproximar os estudantes da matemática. E está funcionando muito bem.

O Mattics é o projeto desenvolvido pelo professor e que envolve a matemática e games, com divisão dada em três momentos: na primeira etapa os estudantes devem escolher o tema que desejam abordar, como poluição, violência doméstica, etc. Aqui, também, são discutidos os personagens que protagonizarão o game e seu roteiro.

A segunda fase é de desenvolvimentos: assim que personagens e objetivos dos jogos são definidos, é iniciado o processo de construção.

A última parte do processo é quando os estudantes apresentam os games desenvolvidos, recebendo feedback dos colegas e do professor.

Segundo Greiton, o projeto que já tem mais de dois anos tem trazido resultados importantes, com alunos mais participativos, produtivos e responsáveis. Se antes ao projeto havia um alto índice de evasão onde leciona, agora os alunos não faltam um dia sequer.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: http://porvir.org/games-engajam-os-alunos-trazem-significado-para-matematica/

Estes avanços tecnológicos têm trazido benefícios aos alunos

Os avanços tecnológicos estão presentes na vida dos estudantes e já é quase impossível de evitá-los em sala de aula. Entre eles, estão os games, que têm muitos benefícios para a educação.

Jogar videogame ajuda no desenvolvimento de habilidades, como o pensamento analítico e sistemático, entendimento de física, como também de outras questões de conhecimento geral. Existem exemplos específicos de jogos desenvolvidos em detrimento da educação, como é o caso do MinecraftEdu, adaptação do game Minecraft focada em educar, e já utilizada em diversas instituições de ensino.

Estas novas ferramentas são, em muitos casos, feitas para serem utilizadas dentro de ambientes institucionais, e servem como uma escola virtual no qual além do jogo, os professores contam com vários materiais para ajudar os seus alunos, como é o caso da americana Arcademic Skill Builders.

Aprender matemática e inglês através dos games

O jogo SENHOR X, por exemplo, foi criado para ajudar as crianças a fazerem equações de primeiro grau de forma a conseguir desenvolver o jogo. Este jogo está disponível para Android e iOS,  sendo uma ferramenta interessante para as crianças que estão com dificuldades de fazer somas, reduções, divisões, multiplicações.

Já para ajudar adolescentes com dificuldades em aprender uma segunda língua, como o inglês, por exemplo, o videogame é uma excelente ferramenta. Um dos jogos apontados como melhores para isso é o The Walking Dead, porque o jogo traz vários elementos da história em quadrinhos como também da série de televisão, e ainda faz várias perguntas em inglês para o jogador.

Você tem alguma dica de jogo que auxilia na educação de seus alunos? Comente abaixo!

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://www.geekproject.com.br/2019/04/sera-que-o-futuro-da-educacao-vai-incluir-a-utilizacao-de-videogames/

4 brinquedos educativos para seus alunos pequenos aprenderem brincando

Não é preciso nem falar: as crianças adoram brincar. E a brincadeira pode ser, também, uma forte aliada para o aprendizado dos pequenos. Através de brinquedos e jogos educativos, os alunos podem aprender muito mais.

Pensando nisso, a Xalingo Brinquedos tem desenvolvido diferentes brinquedos e jogos educativos, que visam proporcionar muito mais diversão na hora de aprender. Uma das linhas que faz sucesso entre os professores e pequenos é a “Minha Escolinha”, que conta com brinquedos e jogos como dominó, memória e quebra-cabeças.

Nós aproveitamos para selecionar 4 opções para inserir em suas aulas e levar muita diversão a elas. Confira!

1) É hora de… Aprendendo as Horas

é-hora-de-aprendendo-as-horas

Quer ensinar as horas com muito mais diversão? Então uma ótima opção é o brinquedo “É hora de… Aprendendo as Horas”, que é feito em EVA supermacio e resistente e possui 6 cartões de atividades do cotidiano.

Nele, é preciso montar o relógio em EVA e colocar os cartões dentro dele. O ajuste da hora é feito com os dedos, de acordo com a rotina familiar.  O brinquedo desenvolve noções de tempo e raciocínio lógico através da associação de imagens com as horas. Indicado para crianças a partir dos 3 anos.

Veja mais: https://youtu.be/i1-T8e_3QKM

2) Quebra-cabeças – Cores

quebra-cabecas-cores-minha-escolinha

 

Com o Quebra-cabeças Cores as crianças vão associar as cores com elementos, como frutas, objetos, animais, etc. Indicado para crianças a partir de 3 anos, ele desenvolve a atenção, a coordenação motora e raciocínio lógico dos pequenos.

Saiba mais: https://youtu.be/Pt65-R_wMVs

3) Dominó Divisão Silábica

domino-divisao-silabica

O Dominó Divisão Silábica também da linha “Minha Escolinha”, trabalha com as sílabas, onde as crianças devem juntar as peças corretas para formar determinada palavra. Indicado para crianças a partir de 5 anos, ele desenvolve o pensamento lógico e é muito estimulante.

Saiba mais: https://youtu.be/a2E26x-mcTo

4) Memória Figuras e Palavras

memoria-figuras-e-palavras

A Memória Figuras e Palavras contém 20 peças pra testar a memória dos pequenos, assimilando imagem às palavras (que estão em português, inglês e espanhol). Esse brinquedo, recomendado para crianças a partir de 5 anos, ajuda a desenvolver a atenção, a coordenação motora e a lógica dos pequenos.

Saiba mais: https://youtu.be/JCRK0U7LkyA

Gostou das nossas dicas? Saiba que, se você quiser conhecer toda a linha Minha Escolinha, é só acessar esse link: http://www.xalingo.com.br/brinquedos/pt/produtos?search=minha+escolinha

Muita diversão e aprendizado aos seus alunos!

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube:  https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Deixe os dinossauros invadirem sua sala de aula

Conheça os personagens que vão invadir a sua sala de aula e deixar seus alunos apaixonados por tanta fofura. Saiba quem são eles e porque precisam da ajuda dos seus pequenos.

Nós estamos falando dos Fofossauros. Dinossauros fofíssimos que estão precisando da ajuda de todas as crianças para uma importante etapa na vida deles: a escolha de seus nomes.

Conheça os Fofossauros

Eles já são febre entre muitos pequenos e, na sua aula, também vão ser muito amados. E para ajudar os pequenos dinossaurinhos, através do exclusivo site, é possível eleger a melhor opção de nome para o querido apatossauro, ao tagarela pterodactilo, ao atrapalhado tiranossauro rex, ao ligeirinho velociraptor e ao bebê triceratops.

Para que as crianças possam conhecer um pouco mais de cada um deles, acesse http://www.fofossauros.com/conheca-os-fofossauros.

Escolha o nome dos Fofossauros

Cada um dos 5 Fofossauros recebeu 3 opções de nome (selecionados entre milhares de opções enviadas pelos próprios internautas). Seus alunos podem ajudar a escolher quais serão os eleitos neste link: http://www.fofossauros.com/votacao. Deixe a criativade dos estudantes fluir e depois aproveite para realizar uma atividade em aula e ensinar um pouco sobre esses grandões pré-históricos. As crianças vão adorar!

No site dos Fofossauros você também encontrará:

Game online Liga-Pontos Fofossauros

Game Online Liga-Pontos Fofossauros

– Um vídeo educativo, que usa os personagens para ensinar mais sobre cores e números:

Conheça os brinquedos e jogos da linha Fofossauros

Os Fofossauros irão invadir a sua sala de aula com os jogos e brinquedos da Xalingo. Confira!

O Quebra-Cabeça Interativo Fofossauros, da linha Interactive Play, une a brincadeira física à realidade aumentada, proporcionando uma divertida experiência de aprendizado. Além de montar o quebra-cabeça de 100 peças em madeira, é possível capturar as imagens através do aplicativo para smartphones e tablets, e aprender sobre os dinossauros interativamente.

Quebra-cabeça Interactive Play Fofossauros

Já a com Mesinha Fofossauros seus alunos poderão escrever, desenhar, pintar, brincar e até lanchar com mais conforto e diversão. E para complementar, há um jogo Corrida desenhado na mesinha.

Mesinha Fofossauros

E para divertir ainda mais os pequenos, há o Quebra-cabeça Vertical Colecionável Fofossauros com 3 diferentes opções de fofos dinossauros para colecionar. Com 3 peças cada um, além da brincadeira de montagem, eles podem ser utilizados como decoração no quarto dos pequenos.

Quebra-cabeça Vertical Fofossauros

Quando o assunto é uma disputa entre vários pequenos, o Vale dos Fofossauros: Devagar e Corrida é uma divertida opção.  A missão do jogo Corrida é  ajudar os dinossauros a chegarem no Vale dos Fofossauros. vence a corrida quem chegar primeiro e cumprir os desafios do tabuleiro. No jogo Devagar, é possível jogar com 4 participantes e explorar as habilidades para encontrar o vale tão procurado.

Vale dos Fofossauros - Devagar e Corrida Fofossauros

E para animar as atividades em sala de aula, o Jogo 3 x 1 Fofossauros a diversão está garantida com o Jogo da Torre, com Dominó e também com o Jogo da Memória, todos temáticos e muito coloridos, em madeira refloresta e tinta atóxica.

3x1 Fofossauros

Conheça mais o site dos Fofossauros e aproveite para se inscrever no canal da Xalingo Brinquedos no Youtube e ficar por dentro de todas as novidades dos divertidos dinossaurinhos!

 

5 dicas de brinquedos educativos para o Dia das Crianças

O Dia das Crianças está chegando e que tal oferecer muitas brincadeiras aos seus alunos e ao mesmo tempo educar? Há muitas opções lúdicas e que trazem benefícios às crianças.

E para te ajudar, selecionamos 5 dicas de brinquedos educativos que vão divertir (e ao mesmo tempo ensinar) muito as crianças. Confira:

1) Carimbos Vogais Minha Escolinha

Auxilia na aprendizagem das vogais, nas formas maiúsculas e minúsculas, e é indicado para crianças a partir de 4 anos. Além de divertido, ele promove a agilidade dos pequenos e pode ajuda-los a entender melhor os princípios da língua portuguesa. Saiba mais: http://www.xalingo.com.br/brinquedos/pt/produtos/educativos/5154.3/carimbos-vogais-minha-escolinha

Carimbos Vogais Minha Escolinha Xalingo

2) Memória Figuras e Palavras Minha Escolinha

Este jogo da memória é uma importante e divertida ferramenta de aprendizagem que auxilia no desenvolvimento intelectual e no aprendizado infantil, por meio do processo de associação de imagens e palavras. Indicado para crianças a partir de 3 anos, ele contém palavras em português, inglês e espanhol, que já vão ajudar os pequenos a compreender outros idiomas.

Saiba mais: http://www.xalingo.com.br/brinquedos/pt/produtos/educativos/5145.4/memoria-figuras-e-palavras-minha-escolinha

Memória Figuras e Palavras Minha Escolinha Xalingo

3) Interactive Play Soletrando Quebra-Cabeça Interativo

Este jogo une, no mesmo produto, a brincadeira física e a realidade aumentada, que proporciona às crianças uma experiência ampliada de aprendizado. A criança aprende a soletrar através da tecnologia e também do ambiente físico.

A sistemática do jogo é simples e funcional, podendo ser utilizando somente como produto físico ou ampliando a experiência através do aplicativo 3D. Com ele, os pequenos podem montar até 12 diferentes figuras.

Ao concluir a montagem do quebra-cabeça, é possível, através de smartphone ou tablet, realizar a captura da peça através do aplicativo do jogo e então projetá-la no ambiente. São projetados o objeto e a palavra, e então o aplicativo produz som onde a palavra é soletrada, proporcionando a criança uma experiência única onde o som e a letra estão associados automaticamente.

Saiba mais sobre o jogo, aqui: http://www.xalingo.com.br/brinquedos/pt/produtos/educativos/5310.9/interactive-play-soletrando

Aproveite para ver este vídeo explicativo: https://youtu.be/WPyn0MQO9r8

Interactive Play Soletrando Quebra-Cabeça Interativo Xalingo

4) Interactive Play Colorindo e Desenhando

A sistemática do Interactive Play Colorindo e Desenhando é simples e funcional: ele pode ser utilizado como produto físico ou ampliando a experiência através do aplicativo de realidade aumentada.

Com o jogo, a criança copia a imagem escolhida, através de visualização espelhada e poderá, depois de o desenho estar finalizado, colori-lo e capturá-lo através do aplicativo.

Confira uma demonstração: https://youtu.be/XjHqO9tlqM8

Saiba mais sobre o jogo, aqui: http://www.xalingo.com.br/brinquedos/pt/produtos/educativos/5311.0/interactive-play-colorindo-e-desenhando

post01-jogo04

5) Dominó Interactive Play Estados e Regiões

Com o jogo Interactive Play Dominó Interativo Estados e Regiões, as crianças vão aprender sobre as regiões e estados brasileiros com a jogando dominó e também através da , quando fizer a captura das imagens através do aplicativo.

Veja uma demonstração, aqui: https://youtu.be/fWWpRYii5mA

Saiba mais sobre o jogo: http://www.xalingo.com.br/brinquedos/pt/produtos/educativos/5324-3/domino-interactive-play-estados-e-regioes

Dominó Interactive Play Estados e Regiões Xalingo

Gostou das nossas dicas ou tem outras indicações para professores? Então comente abaixo!

Saiba como a tecnologia está auxiliando esses professores

Os alunos do 8º ano, do Colégio Poliedro, em São José dos Campos/SP, estão aprendendo ciências com ferramentas que fogem do convencional “giz, lousa e livros”. É a tecnologia, mais uma vez, mostrando que vem para auxiliar os professores a tornarem as aulas cada vez mais dinâmicas e engajadas.

A professora Bianca Netto Rodrigues tem utilizado recursos tecnológicos como jogos, lousa digital e realidade aumentada para mostrar organismos, órgãos, sistemas e ecossistemas em funcionamento. “Hoje o acesso à informação é mais fácil e rápido, por isso o papel do professor vem mudando e atuamos como mediadores do processo de aprendizagem”, afirma.

E o que os alunos têm pensado sobre as inovações? Para a estudante Maria Rita Resende Aquino, de 13 anos, a tecnologia é muito boa para a sua educação: “acredito que a tecnologia favoreça a aula de Ciências não só por ser atrativa, mas porque facilita no aprendizado, saindo daquela teoria de todos os dias. Como atualmente a vida gira em torno da tecnologia, acho muito legal ter esses recursos na escola, onde passo a maior parte do tempo”, diz ela.

Os projetos tecnológicos buscam ampliar os desafios e caminhos de aprendizagem. “Ao propor que os alunos trabalhem em grupos com autonomia na construção de jogos educativos virtuais, eles precisam se empenhar para aprender linguagem de programação ou usar a criatividade na criação. Eles aprendem enquanto se divertem”, ressalta a professora.

As aulas com inovações tecnológicas, além de transmitirem conceitos de ciências de forma mais divertida, permitem que os alunos tenham contato com linguagem de programação e desenvolvam autonomia na elaboração de jogos. “O planejamento completo do jogo deve ser pensado e executado pelo grupo, desde o objetivo principal, as regras, o tipo de jogo, sua construção, teste e funcionamento”, explica a docente.

A utilização da realidade aumentada amplia a curiosidade dos estudantes. O recurso tecnológico permite que vejam detalhes da estrutura de órgãos e organismos em funcionamento. Já as projeções de imagens e animações também são úteis para demonstrar o funcionamento de órgãos e/ou sistemas do corpo humano. Em todas as aulas, a professora utiliza a lousa digital, uma vez que facilita e agiliza o manuseio de diferentes ferramentas, possibilitando o acesso à Internet.

O OneNote, por exemplo, é um programa amplamente utilizado na preparação das aulas, permitindo que pais e alunos tenham acesso às anotações realizadas na lousa durante as aulas.

Fonte: https://www.segs.com.br/educacao/134804-professora-de-ciencias-inova-com-aulas-repletas-de-tecnologia

Jogos de RPGs para ensinar

Visando estimular estudantes mais novos a terem maior interesse pelas matérias em sala de aula, alunos do 3º ano do ensino médio da Escola do Sesi de Três Lagoas/MS, desenvolveram cincos jogos para computador. Estes games têm missões, e elas só podem ser avançadas com respostas corretas a perguntas relativas às matérias.

Tudo começou quando o professor Reginaldo Rossi Pipi desafiou os alunos a ajudarem os estudantes mais novos. Cada um dos games, desenvolvidos para Windows, se baseia em uma disciplina específica, com perguntas sobre os conteúdos que costumam trazer mais dúvidas. Após dois meses trabalhando nos projetos, os jogos passaram por testes realizados pelos alunos menores, que acharam muito legal a possibilidade de aprenderem se divertindo.

Atualmente, os cinco jogos foram instalados no computador da escola, estando disponíveis para todas as turmas. Professores têm trazido excelente feedback sobre a iniciativa, como a professora Tatiana Lírio, que considerou a ideia muito inovadora. Já o aluno Nathan Dezan, que participou do desenvolvimento de um dos games, afirma que tinha as ferramentas necessárias para realizar a tarefa, que são jogos mais dinâmicos, como batalha entre monstros, por exemplo.

Para desenvolver os jogos, os estudantes utilizaram o “RPG Maker”, ferramenta gratuita para desenvolvimento de games em pixel, no formato RPG.

Fonte e imagem: https://www.agorams.com.br/alunos-da-escola-do-sesi-de-tres-lagoas-criam-jogos-de-computador-em-que-se-aprende-brincando/

Matemática se aprende brincando

O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) revela uma triste realidade: o Brasil está na posição 66 – entre 72 países – no ranking de conhecimentos e habilibidades em matemática. Os países melhor posicionados, têm algo muito em comum: a utilização da tecnologia em sala de aula.

Em recente estudo na Western Sydney University, na Austrália, alunos que estão utilizando uma plataforma de games educativos, tiveram uma melhora de 34% no desempenho escolar. Além disso, a percepção sobre a matemática mudou, deixando de ser uma matéria temida para se tornar uma das mais admiradas.

Aqui no Brasil, há muitos alunos já utilizando a plataforma. Na escola EE Padre Pasquale, em Diadema/SP, por exemplo, isso trouxe um grande resultado: tiveram 25% acima da meta do Estado, no IDEB 2015.

Através destes jogos educativos, as crianças aprendem conceitos matemáticos com situações diárias, facilitando (e muito) o entendimento da matéria.

Fontes:
http://jornaldiadia.com.br/2016/?p=246743