Conexão Xalingo – Blog

Tag - gêneros textuais

Estes alunos encontraram uma forma divertida de combater as fake news

Professora de São Caetano do Sul/SP está trabalhando gêneros textuais e fake news de forma criativa durante as aulas remotas. Confira!

Fabiana Lopes é professora de língua portuguesa e redação na escola Colégio Castelo Bilingual School, em São Caetano do Sul/SP e, quando a pandemia surgiu, junto ao problema, surgiu um outro, também grave: a desinformação através das fake news. Ela então resolveu agir com seus alunos do sétimo ano do ensino fundamental: desenvolveu uma sequência didática para trabalhar o assunto com eles.

“A partir do vídeo de um ‘químico autodidata’ sobre a ineficácia do álcool em gel, questionei a turma sobre a veracidade daquelas informações que estavam circulando no WhatsApp. A missão da turma era fazer uma pesquisa para avaliar e refutar a mensagem que tinha sido apresentada”, esclarece Fabiana.

Primeiros passos

No começo, a sua ideia era utilizar a atividade como subsídio para que os alunos produzissem uma crônica argumentativa, porém, com a suspensão das aulas presenciais, ela teve de adaptar o método para o ambiente virtual. “O que eu faria em três ou quatro aulas foi reorganizado para ser desenvolvido apenas duas. Para isso, tive a ideia de mudar o produto final para um Zine, pois a sua produção seria mais rápida”, salienta.

Ela foi inspirada por oficinas e dicas de outra professora: Emilly Fidelix, da página SeligaProf. Percebeu então que o zine poderia ser uma ótima ferramenta para trabalhar gêneros textuais e discutir desinformação. “Então, após discutir sobre fake news em sala de aula, para dar continuidade ao trabalho de forma remota, pedi para os alunos fazerem pesquisas em casa sobre como verificar notícias. Também gravei um vídeo com instruções sobre como eles poderiam fazer dobraduras para criar a sua revistinha e quais materiais eles precisariam para a nossa aula síncrona”, completa.

Aulas remotas levam o projeto em frente

No dia da aula, ela se conecta com seus alunos através da plataforma de videoconferência Zoom. “Conversamos um pouco, e eu dei um tempo para os alunos produzirem Zines com cinco dicas para os seus familiares e colegas verificarem se uma informação é confiável. Em cada página, os alunos tinham que fazer um desenho e escrever uma orientação, como ‘sempre duvide de quem enviou’, ‘verifique a fonte e a data’ ou ‘preste atenção na linguagem’”, afirma.

Resultado promissor

Com as revistinhas prontas, na aula seguinte os alunos tiveram a oportunidade de mostrar o seu Zine para os colegas. Foi uma experiência muito produtiva, segundo a professora. Os estudantes se engajaram e puderam refletir sobre os tópicos que estávamos estudando. No final, ainda combinaram de que utilizariam material, com muita educação, para ajudar a orientar as pessoas que lhes enviassem fake news no WhatsApp.

Créditos da imagem: Colégio Castelo Bilingual School

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://porvir.org/alunos-de-ensino-fundamental-criam-zines-para-combater-a-desinformacao/