Conexão Xalingo – Blog

Tag - games educativos

Este projeto com games mudou a realidade destes alunos

Fugir dos modos tradicionais de aplicação de disciplinas, é um desafio cada vez mais presente entre os profissionais da educação. O professor Greiton Toledo de Azevedo encontrou nos games uma forma de aproximar os estudantes da matemática. E está funcionando muito bem.

O Mattics é o projeto desenvolvido pelo professor e que envolve a matemática e games, com divisão dada em três momentos: na primeira etapa os estudantes devem escolher o tema que desejam abordar, como poluição, violência doméstica, etc. Aqui, também, são discutidos os personagens que protagonizarão o game e seu roteiro.

A segunda fase é de desenvolvimentos: assim que personagens e objetivos dos jogos são definidos, é iniciado o processo de construção.

A última parte do processo é quando os estudantes apresentam os games desenvolvidos, recebendo feedback dos colegas e do professor.

Segundo Greiton, o projeto que já tem mais de dois anos tem trazido resultados importantes, com alunos mais participativos, produtivos e responsáveis. Se antes ao projeto havia um alto índice de evasão onde leciona, agora os alunos não faltam um dia sequer.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: http://porvir.org/games-engajam-os-alunos-trazem-significado-para-matematica/

Estes avanços tecnológicos têm trazido benefícios aos alunos

Os avanços tecnológicos estão presentes na vida dos estudantes e já é quase impossível de evitá-los em sala de aula. Entre eles, estão os games, que têm muitos benefícios para a educação.

Jogar videogame ajuda no desenvolvimento de habilidades, como o pensamento analítico e sistemático, entendimento de física, como também de outras questões de conhecimento geral. Existem exemplos específicos de jogos desenvolvidos em detrimento da educação, como é o caso do MinecraftEdu, adaptação do game Minecraft focada em educar, e já utilizada em diversas instituições de ensino.

Estas novas ferramentas são, em muitos casos, feitas para serem utilizadas dentro de ambientes institucionais, e servem como uma escola virtual no qual além do jogo, os professores contam com vários materiais para ajudar os seus alunos, como é o caso da americana Arcademic Skill Builders.

Aprender matemática e inglês através dos games

O jogo SENHOR X, por exemplo, foi criado para ajudar as crianças a fazerem equações de primeiro grau de forma a conseguir desenvolver o jogo. Este jogo está disponível para Android e iOS,  sendo uma ferramenta interessante para as crianças que estão com dificuldades de fazer somas, reduções, divisões, multiplicações.

Já para ajudar adolescentes com dificuldades em aprender uma segunda língua, como o inglês, por exemplo, o videogame é uma excelente ferramenta. Um dos jogos apontados como melhores para isso é o The Walking Dead, porque o jogo traz vários elementos da história em quadrinhos como também da série de televisão, e ainda faz várias perguntas em inglês para o jogador.

Você tem alguma dica de jogo que auxilia na educação de seus alunos? Comente abaixo!

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

Fonte: https://www.geekproject.com.br/2019/04/sera-que-o-futuro-da-educacao-vai-incluir-a-utilizacao-de-videogames/

Mais engajamento em sala de aula através de aplicativo

Para gerar interesse e engajamento dos alunos em sala de aula, em um momento que a tecnologia é cada vez mais parte da vida do brasileiro, é necessário fazer parte desse novo universo da educação.

E é o que fez o professor Henrique Dezani, de São José do Rio Preto/SP, que criou o aplicativo “Heroes of Learning”, que une diversão e conhecimento. A ideia para desenvolvê-lo era permitir que os alunos utilizassem seus dispositivos em um contexto de jogo, ao mesmo tempo em que estudam conteúdos das disciplinas abordadas. Seu desenvolvimento durou sete meses e o resultado tem sido significativo.

Henrique salienta que tem observado que as metodologias de ensino atuais não prendem mais a atenção dos alunos, que estão sempre conectados com dispositivos. E, através do jogo, o rendimento dos estudantes tem aumentado. Tanto que já chegam na aula tendo o conteúdo apresentado. Gratuito, o aplicativo pode ser baixado para Android ou iOS, e utilizado em qualquer ambiente de ensino. Uma vez cadastrados, os estudantes podem escolher o personagem do mago ou guerreiro, que interpretarão no jogo. Sempre que o professor criar uma nova questão, os alunos recebem uma notificação para acessar o jogo e realizar a atividade.

Fonte: https://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/professor-cria-aplicativo-de-rpg-medieval-para-alunos-aprenderem-sobre-programacao.ghtml

Minecraft será usado para ensinar programação à crianças

A Microsoft Corp. se uniu à Code.org, que oferece ferramentas de programação gratuitas para crianças, para levar seu jogo de computador mais vendido, o Minecraft, aos populares tutoriais Hour of Code da entidade sem fins lucrativos.

As crianças poderão acessar o site da Code.org e encontrar um tutorial com 14 níveis do Minecraft, incluindo um tabuleiro livre para jogar, disse Deirdre Quarnstrom, diretor de educação com Minecraft na Microsoft, que é a maior apoiadora financeira da Code.org.

O Minecraft, que a Microsoft adquiriu por meio da compra de US$ 2,5 bilhões da empresa de software Mojang AB em 2014, coloca os usuários dentro de um vasto cenário 3D pixelizado e permite que eles construam com blocos feitos de diferentes recursos.

A Code.org foi criada em 2013 para tornar o ensino de ciências da computação disponível para mais crianças com o objetivo de aumentar a participação de mulheres e estudantes não brancos no setor.

Mais de 100 milhões de estudantes testaram o Hour of Code, que utiliza programas de entretenimento populares como o Flappy Bird e o jogo do filme “Frozen” em seus tutoriais e busca convencer as escolas a participarem da Semana de Educação de Ciências da Computação, que neste ano será realizada de 7 a 13 de dezembro.

A organização sem fins lucrativos fundada pelo ex-executivo da Microsoft Hadi Partovi e por seu irmão, Ali, também oferece treinamento gratuito para professores e um currículo de ciências da computação.

A adição do Minecraft era o que os estudantes e os pais mais pediam, disse Hadi Partovi, inclusive quando ele visitou as salas de aula durante o Hour of Code do ano passado.