Conexão Xalingo – Blog

Esta educadora encontrou uma forma de promover leitura nas aulas remotas

Amélia Cristina Ferreira é bibliotecária do Colégio Salesiano Santa Rosa, em Niterói/RJ, e está utilizando a tecnologia para levar a experiência de clube de leitura para as aulas à distância.

A bibliotecária, desde 2009, faz um trabalho que busca levar maior interação com alunos através de livros, filmes e cultura geral. Como em uma gincana, o chamado Clube de Leitores, são criadas equipes com cores, gritos de guerra, desafios e atividades. Mas em 2020, a pandemia. O que fazer então?

A ideia de Amélia foi promover encontros virtuais com a biblioteca. Um encontro onde o aluno busca o que realmente quer ler. “Como mediadora da leitura, promovo reuniões voluntárias de estudantes do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental, que são realizadas no contraturno das aulas. Começamos com um bate-papo em que pergunto o que eles estão fazendo, o que gostam de ler, quais filmes e séries assistem e, assim, eles se soltam. É uma conversa em que dou voz ao leitor, e isso acaba instigando ele a querer saber mais. Muitas vezes, eles não sabem que uma série ou um filme que gostam foram inspirados em um livro, e dessa forma começo a apresentar a literatura de forma geral”.

Ela também aproveita para realizar dinâmicas e brincadeiras a respeito de obras, temas e gêneros. Após, ela lê obras que serão discutidas posteriormente. “Tanto os livros que eu leio e indico, assim como os paradidáticos que os professores das disciplinam sugerem, estão na plataforma de leitura digital Árvore. Presencialmente, não tínhamos tanto tempo para explorar a ferramenta, mas agora durante a pandemia surgiu essa necessidade de buscar livros digitais. Com um vasto acervo, a ferramenta trabalha com editoras renomadas, livros de qualidade que tocam o imaginário infantil e criatividade e autores que dialogam muito bem com a área de educação”.

“Eu já trabalho há 17 anos nessa área e acabamos conhecendo os gostos das crianças de cada faixa etária. Mas fica claro que, para ser um bom motivador de leitura, você também deve ler. Não adianta apenas falarmos que é importante. Se não demonstrarmos que nos encantamos e maravilhamos com livros e suas histórias, não adianta. O seu filho ou aluno vai perceber que a importância da leitura é só um discurso se você não aplicar isso em seu cotidiano”, completa Amélia.

– – – –

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

– – – –

Créditos da imagem: Freepik
Fonte: Porvir

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *