Conexão Xalingo – Blog

Aprenda como reinventar as suas aulas com estas ferramentas (parte 2)

No post “Aprenda como reinventar as suas aulas com estas ferramentas (parte 1)” você viu duas dicas para reinventar as aulas na pandemia. Confira agora mais 2 dicas de ferramentas que você pode utilizar neste delicado momento.

1) Jogos, quiz e recursos interativos geram participação

Tanto o PowerPoint quando o Google Slides podem ser usados amplamente em todas as disciplinas e etapas. Renata Capovilla, pedagoga e líder do Grupo de Educadores Google Campinas e Google Innovator, avalia que as ferramentas dão conta do conteúdo tanto em aulas síncronas (aquelas em que é necessária a participação de aluno e professor no mesmo instante e no mesmo ambiente), quanto assíncronas (desconectadas do momento atual e que podem ser seguidas a qualquer momento). “Tudo depende da intencionalidade do professor, que deve elaborar as apresentações de acordo com os objetivos de aprendizagem”, diz. A ideia geral, segundo a especialista, não é transpor a aula teórica para a aula remota e sim priorizar o conteúdo que é essencial nesse momento.

A recomendação é que as atividades sejam pensadas levando-se em consideração a participação dos alunos. “Quanto mais o conteúdo interagir com eles, melhor será”, afirma Renata. Para as crianças menores, que estão começando a se tornar mais autônomas, a sugestão é pensar em slides com jogos interativos, como bingos ou jogos da memória. Para as maiores, uma boa dica é a sala de aula invertida, de modo que o professor possa dar o repertório para a turma e pedir que os alunos elaborem as atividades.

Um dos principais desafios do ensino remoto é justamente manter a interação e o engajamento dos alunos. Por isso, o professor precisa ir além das imagens bem diagramadas. Segundo Rodrigo Nogueira, mestre em Tecnologia Educacional pelo CEFET-MG e Google Innovator, é hora de construir slides de maneira coletiva, usar recursos como gifs animados, hiperlinks e apresentações clicáveis, em que os alunos possam definir os rumos de uma história, por exemplo. “O importante é que seja muito interativo e que não se esgote como uma ferramenta 1.0, no sentido de mostrar apenas a informação”, explica.

2) PPT bom reúne experiência e recursos

Aprender a usar ferramentas digitais requer esforço e estar aberto diante do que é novo. E inspiração, segundo o especialista Rodrigo Nogueira. Para isso, a dica é buscar referências em fontes diversas. “É preciso focar no aluno, pensar em como ele vai receber esse material, entender quanto maior a possibilidade dessa ferramenta atuar como uma metodologia ativa e não passiva, mais os estudantes poderão interferir, reconstruir, remodelar. Então é essa construção e desconstrução que vale”, ressalta o educador.

Essa tem sido a jornada de Inêz Simões, da Escola Municipal Casimiro de Abreu, em Patrocínio (MG). Com mais de 30 anos de experiência em sala de aula, ela utilizava o PowerPoint algumas vezes em suas aulas, mas ao entender que só enviar atividades para os alunos da Alfabetização não daria certo, a professora decidiu pesquisar, ler e assistir tutoriais sobre o uso do PPT. “Sabia bem pouco sobre o uso do PPT e tinha muita dificuldade na hora de montar uma apresentação”, diz a educadora. Hoje, ela transforma as apresentações em vídeos e faz adaptações de planos de aula.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://novaescola.org.br/conteudo/19403/ensino-remoto-como-reinventar-sua-aula-com-ppt-e-google-slides

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *