Conexão Xalingo – Blog

Matemática e Literatura unidas

O Brasil não é um país que possui um grande número de fãs de matemática. É exatamente o que mostra a pesquisa encomendada pelo Instituto Círculo da Matemática do Brasil, e realizada em 25 cidades brasileiras com adultos de mais de 25 anos. Segundo o estudo, a maioria dos entrevistados não sabe fazer operações matemáticas simples: 75% não sabem médias simples, 63% não conseguem responder a perguntas sobre percentuais e 75% não entendem frações. Diante deste grave cenário, professores buscam incentivos para que as próximas gerações possam mudar essa situação. É o caso das educadoras Suzana Rodrigues Moraes e Tamiza Richelly Freitas.

As duas criaram o projeto interdisciplinar “Um conto que conta”, que une matemática à literatura infantil. O livro escolhido para desenvolver as atividades foi “A menina que contava”, de Fábio Monteiro. Esta obra conta a história da personagem Alga, que se depara com muitas situações no dia a dia, e faz a contagem das quantidades de elementos encontrados pelo caminhos que percorre. Uma das contagens realizadas pela personagem é dos botões das roupas que sua mãe costura, por exemplo.

Essa história inspirou o projeto, e os primeiros passos foram desenvolver diferentes atividades lincadas ao livro, onde o aluno se sente fazendo parte da história e vivenciando tudo que a personagem também vivenciava. Uma destas atividades foi a construção de um casaco gigante de papel, onde as professoras colocaram botões para as crianças fazerem contagem. Em outra, as educadoras apoveitaram uma situação do livro onde a personagem quebra a perna: foi a deixa para que abordassem o estudo dos ossos do corpo humano.

 

Fontes: Porvir e Uol Educação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *