Conexão Xalingo – Blog

Realidade Virtual

Em um país onde apenas 11% das escolas têm laboratório de ciências (de acordo com dados do Censo Escolar), é preciso inovação para que alunos possam ter acesso a experimentos e práticas. É o caso da startup Beenoculus, que pretende, através da realidade virtual, levar acesso à tecnologia e o melhor de tudo: com baixo custo.

Criada em 2015, a Beenoculus tem o apoio de um time de desenvolvedores de conteúdo, programadores e produtores de audiovisual, investindo na criação de experiências imersivas aplicadas à educação, cultura e entretenimento. Tal ideia surgiu após acompanharem diversas pesquisas na área de tecnologia educacional e sua ideia é levar aos alunos experiências que emocionam, chamem a atenção e engajem o aluno.

A Beenoculus trabalha com uma metodologia chamada de educação em primeira pessoa, que oferece ao estudante a possibilidade de se colocar em diversas situações de aprendizagem, que além da educação básica, também podem servir para o ensino superior ou até mesmo para um programa de educação coorporativa. Enquanto um aluno de direito pode acompanhar um julgamento do ponto de vista de um advogado de defesa, acusação ou júri, há a possibilidade de um funcionário de uma empresa visualizar o procedimento de manutenção e trocar de peças de uma máquina.

A Beenoculus não oferece conteúdos prontos: eles são construídos em conjunto com as instituições ou empresas que o utilizam.

 

 

Fontes:  Porvir

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *